Vida Urbana


Prazo para pagar IPVA atrasado com desconto é adiado para terça

Ajustes no sistema da Receita Estadual modificaram o cronograma estabelecido.




A adesão ao Programa de Recuperação Fiscal do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA-Refis), que abriu a possibilidade dos donos de veículos renegociarem com desconto de até 100% das multas de mora e de ofício, será iniciada somente na próxima terça-feira (20) em todas as repartições fiscais. O programa deveria ter sido iniciado na sexta-feira (16)

De acordo com a Receita Estadual, o sistema corporativo do órgão, conhechido por ATF, ainda passa por ajustes para incluir as novas regras do Refis, por isso aconteceu o adiamento.

Para renegociar, os interessados poderão procurar as Recebedorias de Renda de João Pessoa e de Campina Grande; as Coletorias ou em qualquer unidade do Detran-PB, que tenham servidores da Receita Estadual para fazerem as simulações e a adesão.

Conforme a Lei 10.912, que instituiu o IPVA-Refis com dispensa ou redução de multas e juros, o benefício será estendido até o dia 31 de julho, não havendo prejuízo ao contribuinte que pretende renegociar os seus débitos atrasados do IPVA com descontos.

Quatro opções de pagamento

Poderão aderir ao Refis os débitos do IPVA não pagos de exercícios vencidos até 31 de dezembro de 2016. Os contribuintes terão quatro opções para renegociarem. A primeira delas garante 100% de desconto das multas de mora e de ofício e de 80% dos juros de mora (Selic), quando os pagamentos dos débitos forem à vista. Se o pagamento for parcelado até em seis vezes mensais e sucessivos, o desconto será de 80% das multas de mora e de ofício, além de 60% dos juros de mora (Selic).

Os contribuintes têm ainda mais duas opções de parcelamento para renegociar o pagamento do IPVA de anos anteriores. A terceira é o desconto de 60% das multas de mora e de ofício e de outros 40% dos juros de mora para quem dividir em até doze parcelas mensais e sucessivas o tributo atrasado. Já para quem optar em até 18 parcelas, o desconto será de 40% das multas de mora e de ofício e de 20% dos juros de mora.

Valor mínimo

Nas três opções de parcelamento do Refis, o menor valor de cada parcela mensal não pode ser inferior a R$ 50,00 por veículo automotor. A Lei prevê que poderão ser incluídos no Refis os débitos relacionados a fatos geradores do IPVA, de pessoas físicas ou jurídicas, constituídos ou não, com exigibilidade suspensa ou não, ou que tenham sido objeto de parcelamento anterior, não integralmente quitado ou cancelado por falta de pagamento.

Adesão

Para fazer adesão ao Refis do IPVA o proprietário deverá procurar a repartição fiscal mais próxima do seu domicílio. O contribuinte pode solicitar nas repartições o valor de seus débitos e fazer simulações nas diversas opções.

De acordo com a lei, para garantir a adesão o pagamento do valor integral do débito à vista ou, em caso da opção de parcelamento, a 1ª parcela precisa ser paga até o dia 31 de julho de 2017. No processo, o contribuinte precisa fazer a confissão irrevogável e irretratável dos respectivos débitos anteriores, bem como concordância expressa com a execução de garantias ou conversão em renda de depósitos judiciais existentes, em caso de perda do parcelamento concedido nos termos desta Lei.