Vida Urbana


Corpo de Eliza Clívia é liberado e vai ser levado para o interior da PB

Ex-vocalista da Cavaleiros do Forró morreu em acidente.




Divulgação
Divulgação
Cantora morreu em acidente na capital de Sergipe

O corpo da cantora paraibana Eliza Clívia, ex-vocalista da Banda Cavaleiros do Forró, foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe, na manhã deste sábado. Familiares da cantora estiveram no local e ainda aguardam a presença de um parenta de primeiro grau do marido dela, o baterista Sérgio Ramos, para que o corpo dele seja liberado. Os dois morreram em um acidente de trânsito em Aracaju, na tarde de sexta-feira (16).

Eliza estava na capital sergipana para fazer um show. Ela saia de uma entrevista de divulgação, quando o carro em que estava bateu contra um ônibus. Além do casal, três pessoas da equipe também estavam no veículo. Elas foram levadas para o Hospital de Urgência de Sergipe, onde seguem internadas.

Segundo divulgado pela assessoria de imprensa da unidade de saúde, o motorista do veículo, Cleberton José dos Santos, se encontra em estado grave e respira com a ajuda de aparelhos. Já João Paulo Tavares da Silva e Paulo Texeira de Carvalho seguem internados em estado estável de saúde, mas sem previsão de alta.

O produtor da cantora, Jailson Souza, disse ao G1 que o corpo de Eliza será levado de carro para a cidade de Livramento, no Cariri da Paraíba, onde será velado e sepultado. Já o velório do marido dela, vai acontecer em João Pessoa.
 

O comandante do policiamento de Aracaju, coronel Vivaldi Cabral, disse que o acidente vai ser investigado pela Delegacia Especial de Delitos de Trânsito. Uma perícia já foi feita no local da fatalidade.
 

Eliza e a música

Natural de Livramento, no Cariri da Paraíba, Eliza Clívia entrou no forró influenciada pelo pai sanfoneiro. A paraibana começou a carreira de cantora em Monteiro, onde participou do grupo Big Banda, que depois mudou o nome para Laços de Amor. A projeção na carreira veio em 2003, quando ingressou na banda Cavaleiros do Forró, onde permaneceu por dez anos. Após problemas na banda, ela entrou no grupo Forró Cavalo de Aço. Em 2017, a cantora anunciou desligamento da banda para investir na carreira solo, iniciada há quatro meses.
 

Vários forrozeiros usaram as redes sociais para lamentar a morte de Eliza Clívia. “O Forró está de luto. Muita luz para todos os familiares, amigos e fãs da Eliza Clívia, que se vai de forma tão inesperada, mas deixa sua marca no nosso forró com lindas canções”, disse o cantor Wesley Safadão. “ Hoje, o forró se despede de uma parceira muito querida. Eliza Clívia nos deixa, mas sua voz segue embalando os forrozeiros Brasil afora”, publicou Xand, vocalista da Aviões do Forró.

Relembre um dos maiores sucessos cantados por Eliza: