Vida Urbana


Jovem de 18 é presa suspeita de negociar certificados do Ensino Médio

Mulher chegava a cobrar até R$ 750 pelos documentos falsos; outras duas suspeitas são procuradas.




Uma jovem de 18 anos suspeita de vender certificados de conclusão de Ensino Médio pelas redes sociais foi presa em flagrante nesta segunda-feira (12). De acordo com a delegada Vanderleia Gadi, que está a frente do caso, a mulher negociava o documento por R$ 250 para quem morava na Paraíba. Já para pessoas de outros estados, o valor chegava a R$ 700.

Ainda de acordo com a delegada, outras duas mulheres também participavam do esquema: a mãe da jovem e outra cúmplice, que morava com a suspeita. Elas estão sendo procuradas para prestarem depoimento.

“Ela dizia no Facebook que era um supletivo online e que os interessados ‘recebiam no conforto do seu lar’ a suposta prova”, afirmou Vanderleia, ressaltando que há suspeitas de que pessoas de São Paulo e Curitiba tenham comprado os certificados.

“[A jovem] se matriculou na escola [estadual no bairro Funcionários II] em 2015, mas abandonou. Em posse dos dados da escola, ela começou a emitir certificados e históricos escolares. Ela se passava por funcionária da escola e entregava em até três dias úteis os documentos do Ensino Médio que dura três anos”, complementou a delegada.

O crime foi denunciado pela diretoria de uma escola estadual, procurada por um homem que negociava com a jovem, que levou o caso na última sexta-feira (9) para a Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa.

A mulher foi ouvida na Delegacia de Polícia Civil e deve passar por audiência de custódia já nesta terça-feira (13), de acordo com a delegada.