Vida Urbana

Melhores softwares do HackFest 2017 serão disponibilizados em agosto

Aplicativos e ferramentas foram concluídos neste domingo.




Facilitar o acesso aos dados públicos e ajudar a promover a cidadania, seja de crianças, jovens ou adultos - esse é o objetivo dos 180 maratonistas que estão, neste domingo (11), em fase de conclusão de seus projetos no HackFest Contra a Corrupção. Os aplicativos e ferramentas que vêm sendo construídos desde a sexta-feira (9), na 'Nave de Programação' do evento, no Espaço Cultural José Lins do Rego, devem ser concluídos até as 17h deste domingo.

O evento, promovido pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU), Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Rede Paraíba de Comunicação e mais de 20 outros órgãos e instituições, tem como tema 'Tecnologia, Transparência e Cidadania'.

Aplicativos

Os maratonistas formaram 17 equipes que estão construindo diversas ferramentas que podem ser auxiliar no acesso aos dados públicos, ajudar a sociedade na participação da gestão pública e também a promover a cidadania. Estão sendo projetados softwares voltados para crianças a partir dos 5 anos, para jovens e adultos.

Um dos aplicativos que estão sendo desenvolvidos é o 'Geração Limpa', voltado para crianças, que promete ajudar na formação de verdadeiros cidadãos. A ferramenta que está sendo construída por quatro estudantes pretende criar um ambiente lúdico para educar crianças com relação à cidadania.

De acordo com a comunicadora da equipe, Michelle Zacarias, o aplicativo é voltado para crianças de 5 a 7 anos de idade, que poderão acessar um vídeo instrutivo ou um joguinho com lições de cidadania. "O objetivo do aplicativo é combater a corrupção desde cedo, ou seja, cortar o mal pela raiz", disse.

Mas há também jogos para adultos. Um deles é o 'Political Manager', ou gerente político. O jogo é inspirado no 'Cartola' do Globo Esporte - jogo em que as pessoas escalam seus times e os atletas selecionados são rankeados de acordo com o seu rendimento. No Cartola dos deputados e dos senadores, cada pessoa poderá escolher seu time de parlamentar que também serão rankeados de acordo com a sua atuação no Congresso Nacional.

Etapas

A primeira etapa do HackFest Contra a Corrupção termina neste domingo (11), quando a comissão julgadora composta por 13 integrantes do MPPB, da CGU, do TCE-PB, da UFCG, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), do Instituto de Educação Superior da Paraíba (IESP), do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), escolherá os melhores aplicativos e softwares desenvolvidos na maratona.

A segunda etapa acontece no dia 18 de agosto, com a realização do evento para a entrega da premiação e disponibilização à sociedade dos melhores softwares desenvolvidos, programada para o Centro Cultural Ariano Suassuna, localizado no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), também em João Pessoa.

Organização e Parceria

A Comissão Organizadora do HackFest é composta por Octávio Celson Gondim Paulo Neto (promotor de Justiça do MPPB), Gabriel Aragão Wright (Controladoria Geral da União – Regional Paraíba), Fábio Oliveira Guerra (Tribunal de Contas da Paraíba), Marcos Vinícius Ferreira Cesário (Ministério Público da Paraíba) e Inez Cândido Borges da Silva Leite (Ministério Público da Paraíba).

A terceira edição do HackFest é realizado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), pela Rede Paraíba de Comunicação, Controladoria Geral da União (CGU), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), Labortório Analytics da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Governo da Paraíba, Banco do Brasil e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), a Associação Paraibana do Ministério Público (APMP-PB), o Instituto Não Aceito Corrupção, Associação dos Servidores da Procuradoria Geral de Justiça do Estado da Paraíba (ASMP-PB), Associação dos Servidores do Ministério Público da Paraíba (SINDSEMP-PB), Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Tribunal de Contas da União (TCU), Associação Nacional para Inclusão Digital (Anid), universidade Federal da Paraíba (UFPB), Contas Abertas, Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas da Paraíba (Sebrae), Instituto dos Auditores Internos do Brasil (IIA Brasil), SaferNet, Instituto de Educação Superior da Paraíba (IESP), Operação Serenata de Amor, Transparência Internacional, Controladoria Geral do Município de João Pessoa (CGM), Associação Nacional dos Auditores de Controle Externo dos Tribunais de Contas do Brasil, Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (SindContas), Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB), Controladoria Geral do Estado (CGE), SomaBrasil, Exército Brasileiro e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).