Vida Urbana

Açude de Boqueirão começa a acumular água da transposição do São Francisco

Segundo Aesa, açude recebeu 120 mil metros cúbicos de água em um dia.




Após a chegada das águas da Transposição do Rio São Francisco ao Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, na última terça-feira (18), o manancial voltou a acumular água. De acordo com informações da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), em um dia o açude recebeu 120 mil metros cúbicos de água, o suficiente para abastecer Campina Grande por dois dias. A lâmina d'água aumentou dois centímetros e após as retiradas para o consumo, água acumulada foi de 58 mil metros cúbicos.

De acordo com o presidente da Aesa, João Fernandes, o reservatório perdia dois centímetros de água todos os dias. Esse número representa cerca de 60 mil metros cúbicos de água. “O açude está se recuperando, na manhã de quarta-feira estabilizamos o volume d'água e agora começamos a acumular. O açude aumentou quatro centímetros, retirou dois e restaram outros dois centímetros de acúmulo”, explicou.

Conforme dados da Aesa, na quarta-feira (19), o reservatório Epitácio Pessoa acumulava 11,9 milhões de metros cúbicos de água e na manhã desta quinta-feira (20), o número subiu para 12,0 milhões. Mesmo com o acúmulo, o reservatório continua com 2,9% da capacidade total, que é de mais de 411 milhões de metros cúbicos. João Fernandes disse que a quantidade de água que está entrando no reservatório está dentro das expectativas e o índice é considerado bom.

Por causa da recarga que o açude vem registrando, a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) foi autorizada pela Agência Nacional das Águas (ANA) a aumentar a retirada de água do reservatório de 650 litros por segundo para 850 litros por segundo. A decisão reflete diretamente na distribuição de água e na redução do racionamento na cidade de Campina Grande que já foi anunciado pela Cagepa.

Atualmente, a distribuição de água ocorre por zonas. O abastecimento na zona 2 se inicia às 5h das quintas-feiras e é finalizado às 13h do sábado. Com a mudança, esse setor passa a receber água até às manhãs de domingo. Já o fornecimento de água na zona 1 é feito das 5h das segundas-feiras até a meia-noite das quartas-feiras. A partir da modificação, os moradores dos bairros que integram essa zona vão começar a receber água de maneira antecipada, prevista para o fim das tardes de domingo.

O gerente da companhia, Ronaldo Meneses, informou que o racionamento só será finalizado quando o manancial atingir cerca de 8,2% da capacidade total, com esse volume o açude sai do chamado volume morto.