Vida Urbana

Artesãos podem se inscrever para participar do 26º Salão do Artesanato

Salão do Artesanato acontece em Campina Grande.




Divulgação
Divulgação
Inscrições de artesãos acontece até 5 de maio, na sede do Programa de Artesanato da Paraíba

Estão abertas as inscrições para os artesãos paraibanos interessados em participar do 26º Salão do Artesanato da Paraíba, que acontece em junho, em Campina Grande. As inscrições podem ser feitas até o dia 5 de maio. O edital do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP) é direcionado aos artesãos, associações ou cooperativas formalizadas.

As inscrições devem ser feitas presencialmente nos seguintes endereços: na capital, na sede do PAP, localizada na Praça da Independência, 56, Centro; e em Campina Grande, o prazo de inscrição será no período de 24 a 28 deste mês, no Cine São José, localizado na Rua Lino Gomes da Silva, 211, bairro São José.

Quem não puder realizar sua inscrição de forma presencial, terá as opções de enviar um procurador legalmente para os endereços já citados e ainda pelo e-mail oficial do Programa Paraibano de Artesanato (inscricaopap@gmail.com), ou por meio dos Correios, endereçado à sede do PAP em João Pessoa.

Salão do Artesanato

O 26º Salão do Artesanato da Paraíba, em Campina Grande, acontece de 10 a 30 de junho e o tema desta edição é “Das Águas que renovam a esperança, nasce o desenvolvimento”, em alusão à chegada das águas do Rio São Francisco na Paraíba trazendo esperança de dias melhores à população que sofre com a estiagem nas regiões do Cariri e Sertão.

Segundo a gestora do PAP, Lú Maia, o programa reconhece que a água, além de influenciar na obtenção das matérias-primas, como barro, madeira, pigmentos naturais, entre outras, essenciais para a produção do artesanato, é considerada a maior matéria-prima. “Com isto, estamos homenageando a vida e tudo o que a água proporciona à sobrevivência humana e ao desenvolvimento econômico, cultural e social”, afirmou.

Lú Maia, ainda lembrou que em mais uma edição os artesãos demonstram a satisfação e a alegria pela chance de mostrar o seu potencial. “Os salões promovidos pelo Governo do Estado são oportunidades para que possam escoar a produção a cada seis meses”, disse.