Vida Urbana

Mais de um milhão de paraibanos devem ser imunizados contra a gripe

Campanha de vacinação contra influenza começa nesta segunda-feira (17).



Arquivo
Arquivo
Expectativa é que 90% da população prioritária seja vacinada contra a influenza

Mais de um milhão de paraibanos devem ser vacinados contra a gripe este ano. O Ministério da Saúde lançou nesta quinta-feira (13) a 19ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, que começa no dia 17 de abril, sendo 13 de maio o dia D de mobilização nacional. A Paraíba vai receber 1,17 milhões de doses da vacina para atingir a meta proposta pelo governo, que é de vacinar 90% da população prioritária, considerada de risco para complicações por gripe.

Este ano, além das pessaos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes públicas e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional, os professores também devem ser vacinados. A estimativa do governo é que 2,3 milhões de professores sejam vacinados em todo o país.

Também devem se vacinar os portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas. Este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

Segundo o Ministério da Saúde a escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Dia D

No total, 60 milhões de doses da vacina foram adquiridas para distribuição aos estados que, por sua vez, têm a responsabilidade de repassar aos municípios para a realização da campanha. No dia de mobilização nacional, 65 mil postos de vacinação, com envolvimento de 240 mil pessoas, estarão abertos em todo o país. Também estarão disponíveis, para a mobilização, 27 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais.

A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.