Vida Urbana

Motorista do carro que capotou em Ingá vai responder por homicídio

Segundo o delegado, o motorista fugiu do local do acidente e se apresentou ontem.




O motorista do carro que capotou na madrugada da última quinta-feira (6), na cidade de Ingá, e resultou na morte da jovem de 19 anos, Rayssa Caroline Evaristo Gonçalves dos Santos, vai responder pelo crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. De acordo com a Polícia Civil, o motorista, que havia fugido do local do acidente, se apresentou à Delegacia de Ingá na tarde de terça-feira (11).

De acordo com as informações do delegado Valdélio Ronaldo Lobo, o motorista foi identificado como Gustavo Vieira Guedes, 19 anos. Em depoimento, Gustavo informou à polícia que estava com outro amigo no momento do acidente e que os dois foram buscar socorro às margens da rodovia PB-066 e conseguiram uma carona para Campina Grande. O motorista foi à delegacia acompanhado de um advogado e disse, ainda, que antes de sair do local do acidente acionou a polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para socorrer a vítima, que era namorada dele.

Sobre as causas do acidente, Gustavo informou que o pneu do carro estourou e ele acabou perdendo o controle do veículo e capotando duas vezes e batendo em uma árvore. O delegado disse que não há foi encontrado nenhum tipo de material ilícito no local e que o veículo não tem nenhum restrição.

Ainda conforme o delegado, por enquanto o motorista vai responder em liberdade pelo crime de homicídio culposo, mas a polícia investiga se realmente ele acionou o socorro antes de sair do local do acidente. Caso não se comprove que Gustavo ligou para o socorro, ele também vai responder pelo crime de omissão de socorro.