Vida Urbana


Samu fecha 1º trimestre de 2017 com mais de 9.500 atendimentos

Segundo órgão, acidentes de trabalho lideram as ocorrências. 




O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) fechou o primeiro trimestre do ano com 9.776 ocorrências atendidas. O número corresponde a 23% das 96.776 chamadas recebidas pela Central de Regulação Médica do órgão, que funciona no Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria, 24 horas por dia. Outros 40% foram ligações canceladas ou que não foram completadas. Os trotes representam 37%.

Os acidentes de trânsito lideram as ocorrências com 1.163 casos. Em seguida, aparecem traumas neurológicos com 631 e os psiquiátricos com 606 ocorrências. A base do Samu, mantida pela prefeitura de João Pessoa, recebe ligações de 60 municípios que compõem a Região Metropolitana, atendendo casos de urgências clínicas, traumatológicas, pediátricas, obstétricas e psiquiátricas, como explica a médica e coordenadora do Samu, Érika Rivenna.

“O Samu trabalha com a classificação de risco, mediante as informações repassadas e que poderá ser dispensado o recurso pertinente àquela complexidade. Por isso, é importante que quem ligar para o Samu não desligue antes de o telefonema ser repassado ao médico regulador e de responder as informações solicitadas por ele”, explica.

O Samu realiza os atendimentos em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas. Para acioná-lo é necessário ligar para o número 192 e responder todas as perguntas realizadas pelo atendente e médico do serviço. Só assim, será gerado o chamado para atender ao socorro.