Vida Urbana


Chuva interrompe reconstituição de acidente que teve dois mortos na BR-230

Trecho chegou a ser interditado às 4h30, mas trabalhos precisaram ser adiados.




A chuva interrompeu o trabalho de reconstituição do acidente que matou uma guarda municipal e um motorista no dia 29 de março na BR-230, em João Pessoa. O trecho do km 19 chegou a ser interditado a partir das 4h30 da manhã desta terça (11), mas o trabalho precisou ser adiado. A polícia não informou quando a reconstituição será realizada.

O acidente envolveu um carro e um caminhão. O condutor do caminhão estava carregando dois carros da marca BMW e um deles soltou na hora do acidente. O carro que caiu do caminhão ficou no acostamento e teve boa parte da dianteira e lateral do veículo destruída. O que ainda ficou no cegonha também sofreu danos.

Morreram no acidente a guarda municipal Ana Carolina Colaço Vasconcelos, de 33 anos, que dirigia a caminhonete, e Vitor Rodolfo de Lima Vitorino Miranda, motorista do caminhão. Ana trabalhava no grupo de Ação Ambiental do Parque Arruda Câmara (Bica) e deixou dois filhos pequenos.

Segundo levantamento da PRF, o trecho onde ocorreu o acidente já foi considerado um dos dez mais perigosos do Brasil e ainda é o mais perigoso da Paraíba. Conforme a PRF, o acidente pode ter sido causado por excesso de velocidade associado a outro fator, conforme acredita a Polícia Rodoviária Federal (PRF); entretanto, apenas a perícia da Polícia Civil vai determinar com certeza as causas do acidente.