Vida Urbana

Botijão de gás fica mais caro e pode custar até R$ 60

Reajuste foi definido pela Petrobras. Valor mais alto vai ser cobrado em CG.  




Divulgação
Divulgação
Sinidicato de Campina Grande vai repassar valor mais caro aos consumidores

O gás de cozinha está mais caro a partir desta terça-feira (21) em todo o Brasil após o reajuste anunciado pela Petrobras, de 9,8%. Em João Pessoa, o botijão de gás de 13 kg, que custa em média R$ 48,00, vai ficar R$ 4,00 mais caro. Já em Campina Grande, as distribuidoras repassaram um aumento maior e o botijão passa a ser R$ 60,00, conforme o sindicato dos revendedores.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás da Paraíba (Sinregás-PB), Marcos Antônio, os revendedores já estão recebendo os produtos com os preços reajustados e os novos valores já estão sendo repassados aos consumidores. “Vamos refazer todos os nossos custos com impostos, para definir um outro reajuste”, afirmou, deixando claro que um novo aumento pode ser aplicado nos próximos dias.

Já em Campina Grande, os consumidores tiveram um impacto maior com o reajuste, conforme informou o presidente do Sindicato de Revendedores de Combustíveis do Interior da Paraíba (Sindrev), Bruno Agra. As distribuidores estariam praticando um reajuste maior do que o autorizado pela Petrobras e o preço médio do botijão subiu de R$ 53,00 para R$ 60,00.