Vida Urbana

Prefeitura de Campina Grande já arrecadou R$ 4,3 milhões de IPTU

Valores arrecadados representam 10% do lançamento estabelecido para meta deste ano.  



Rizemberg Felipe
Rizemberg Felipe
IPTU pode ser pago em cota única ou dividido em oito parcelas

Um mês após o lançamento dos carnês, a Prefeitura de Campina Grande arrecadou R$ 4,3 milhões do (Imposto Predial e Territorial Urbano) IPTU de 2017. Apesar da crise econômica, a Secretaria Municipal de Finanças considera positiva a participação dos contribuintes nos primeiros dias de pagamento do tributo.

“De fato, a movimentação inicial é bem melhor que a do ano passado, apesar do cenário de crise que ainda atormenta a nossa população”, afirmou o secretário Joab Pacheco, embora só nesta terça-feira (14), ele possa dispor de um relatório pormenorizado dos primeiros dias de arrecadação.

Contudo, pela estimativa inicial, o Município já arrecadou aproximadamente 10% do lançamento estabelecido como meta para este ano, tendo como valor total R$ 43 milhões. Joab espera, caso seja mantido este ritmo, um aumento da arrecadação este ano, embora, historicamente, o nível de inadimplência seja muito alto, ficando na faixa dos 50%.

Ele alertou, ainda, para o fato de que muitos contribuintes possivelmente não tenham recebido os seus carnês. Mas como para tudo há uma solução, o secretário recomenda o uso da tecnologia, o que facilita a vida dos contribuintes cumpridores da sua obrigação para com o erário público municipal.

Pela internet

A orientação do secretário é que o contribuinte deve procurar acessar o site da Prefeitura Municipal de Campina Grande (pmcg.org.br). “No site, deve-se acessar o link do ‘Portal do IPTU’, utilizando o contribuinte o seu número de inscrição no IPTU”.

Outra possibilidade é o contribuinte procurar obter, pessoalmente, a segunda via do seu carnê no prédio da Secretaria de Finanças, na Avenida Floriano Peixoto, no centro.

Parcelas

O IPTU pode ser divido em até 8 parcelas, mas de acordo com o secretário os contribuintes vão ter até o dia 30 de março para pagar a primeira parcela ou a cota única do imposto. Os contribuintes que optarem por pagar de uma só vez recebem um desconto de 10% no valor total do carnê.

Por fim, o secretário de Finanças alertou para a importância do pagamento do imposto, pois ele viabiliza uma série de obras em favor do desenvolvimento local, como, por exemplo, a pavimentação de ruas e outras obras capazes de melhorar as condições de mobilidade urbana da população.