Vida Urbana


Cantor de forró é preso após calote de R$ 100 mil para falsa gravação

Segundo a polícia, músico enganou empresas e outros artistas com promessa de gravação de DVD.




Um cantor de forró de 33 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (13), por suspeita de desviar mais de R$ 100 mil recebidos em patrocínio para a gravação de um DVD. Segundo a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), o cantor enganou empresas e outros músicos, arrecadou o dinheiro e não realizou a gravação.

A Polícia Civil estima que 13 pessoas tenham caído no golpe e doado dinheiro para a gravação do DVD. O cantor foi preso em uma casa no bairro de Paratibe, em João Pessoa, e levado para a Central de Polícia Civil no Geisel. Conforme o delegado Lucas Sá, o suspeito, que usa nome artístico de Nando Furacão, será autuado pelo crime de estelionato e será apresentado em audiência de custódia nesta terça-feira (14).

O delegado informou ainda que o cantor já era investigado pela Polícia Federal por irregularidades em duas empresas registradas em seu nome. A DDF continuará apurando a fraude para descobrir se o suspeito agiu com comparsas e para tentar reaver o dinheiro arrecadado.

Qualquer denúncia pode ser feita à Polícia Civil pelo telefone 197, que garante sigilo ao informante.