Vida Urbana


Em apenas um dia, escola é arrombada duas vezes em CG

De acordo com a direção, este ano já foram quatro ações criminosas.




Irislaldo Erik/Arquivo Pessoal
Irislaldo Erik/Arquivo Pessoal
Além de levar os objetos, os criminosos reviraram todos os documentos da escola

A Escola Estadual de Ensino Fundamental Senador Humberto Lucena, no bairro do Novo Cruzeiro, em Campina Grande, foi arrombada duas vezes entre a noite de domingo (12) e a madrugada desta segunda-feira (13). De acordo com a direção da escola, os bandidos levaram todos os equipamentos de multimídia e reviraram todos os documentos. Ninguém foi preso.

Conforme informações da diretora adjunta da escola, Ana Lúcia Cunha, o local foi arrombado por volta das 20h e depois que trocaram os cadeados, os criminosos voltaram a arrombar a unidade. “Estivemos lá com a Polícia Militar e trocamos o cadeado que havia sido quebrado. Juntamos alguns equipamento que estavam jogados pelo pátio da escola e trocamos o cadeado, mas quando cheguei hoje de manhã a sala estava arrombada e os objetos tinham sido levados”, disse.

A diretora explicou que a escola já foi alvo dos bandidos quatro vezes em menos de três meses, as primeiras ações ocorreram em janeiro deste ano, quando houve um furto e um arrombamento. O problema, como explica Ana Lúcia, é que o funcionamento da escola acaba prejudicado por causa das ações criminosas.

“Hoje mesmo nós suspendemos as aulas. Conversamos com os pais e alunos e mostramos como está a escola. O prejuízo é muito grande, foram levados todos os equipamento para a aprendizagem deles. A gente ainda ta tentando fazer um levantamento de tudo que foi levado e ainda estamos organizando o desmantelo”, lamentou.

Por causa do arrombamento, as aulas foram suspensas nesta segunda e a previsão é que retornem na terça-feira (14), mas os alunos agora não vão contar com o projeto de rádio escola, já que os equipamentos foram levados pelos criminosos.