Vida Urbana


Casa de apoio a portadores de HIV fecha as portas em CG

Segundo direção, o motivo é a falta de recurso do Governo Federal que é repassada pelo Estado.




Reprodução/TV PARAÍBA
Reprodução/TV PARAÍBA
Casa de apoio ao portador de HIV e Aids está desde dezembro sem receber nenhuma ajuda.

A casa de apoio aos portadores de HIV e Aids, que fica no bairro São José, em Campina Grande está com as portas fechadas. Segundo direção, desde dezembro do ano passado o dinheiro enviado pelo Governo Federal e repassado pelo Governo do Estado não está sendo encaminhada para a ONG.

Com 16 anos de funcionamento, a casa acolhia pessoas portadoras do vírus HIV, que vinham de outras cidades do estado e não tinham onde se alojar. Refeições e quartos com camas eram disponibilizados para os pacientes que precisavam se tratar no Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC).

Um usuário da casa, que não quis se identificar, contou que procurou a casa de apoio e a encontrou fechada. “Há cinco anos que eu me encontro em tratamento, tinha todo o apoio da casa e ela não pode mais atender aos soropositivos. É um desespero total, vim do interior e me deparo com a casa nessa situação”, disse.

Silvestre Maia, fundador da ONG e também portador do vírus há 21 anos, fala que foi até João Pessoa atrás de respostas da Secretária de Saúde do Estado. “Fui na esperança de que liberassem o recurso que é enviado pelo Ministério da Saúde e fui surpreendido quando vi que eles não colocaram as ONG's dentro desse repasse”, explicou.

Por ano são gastos cerca de R$ 109 mil e sem a ajuda desse dinheiro, a casa teve que tomar medidas drásticas, como a demissão dos nove funcionários. “Queria que as pessoas se sensibilizassem porque essa casa, ela não me atende, ela atende pessoas que vem de outras cidades onde não há tratamento para o HIV e precisam ficar aqui, porque não tem como manterem”, pontuou Silvestre.

Em nota a Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba, negou a suspensão do repasse do dinheiro à Casa de Apoio aos Portadores de HIV e Aids. A secretaria ainda disse, que o processo de pagamento está cumprindo algumas exigências legais para concluir o repasse desse dinheiro.