Vida Urbana

Grupo é preso após capotar carro usado para realizar série de assaltos

Dono do carro ficou dentro do veículo como refém. Criminosos fizeram assaltos na orla e no Centro.



Reprodução/TV Cabo Branco
Reprodução/TV Cabo Branco
Entre os detidos, estão três jovens e um adolescente; PM segue em busca do quinto suspeito

Quatro homens suspeitos de sequestro-relâmpago foram detidos na madrugada desta sexta-feira (17) após capotarem e baterem um carro roubado em um poste na Avenida Tancredo Neves, no Bairros do Ipês, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, cinco homens abordaram o dono do carro na Avenida Maria Rosa, no bairro de Manaíra, quando a vítima chegava em casa. Dentro do veículo com o refém, o grupo iniciou uma série de assaltos.

Segundo o sargento Henrique, da PM, o dono do carro foi colocado no banco de trás e ameaçado várias vezes com uma faca. Ainda de acordo com a polícia, os suspeitos estavam armados com um revólver e uma pistola. Os assaltos praticados pelo suspeitos foram na área da orla e posteriormente no Centro de João Pessoa, onde o grupo roubou alguns taxistas.

Antes do acidente, retornando após os assaltos praticados no Centro, o grupo libertou o dono do veículo no bairro de Mandacaru, nas imediações de uma empresa de ônibus de João Pessoa. O acidente aconteceu logo depois, na Avenida Tancredo Neves, após os criminosos perderem o controle do veículo. Após a batida, os suspeitos fugiram, mas foram identificados pela polícia.

“Uma equipe do Bope [Batalhão de Operações Especiais] foi a primeira a chegar no local do acidente e fez buscas no Bairro São José. Quatro desses indivíduos foram localizados. Um deles estava bastante machucado e foi levado pela própria PM e para o Hospital de Trauma de João Pessoa”, comentou o sargento Henrique.

Entre os detidos, estão três jovens e um adolescente. Na colisão, o carro roubado ficou destruído e o poste caiu interditando uma das faixas da Avenida Tancredo Neves, no sentido Centro-praia. A Polícia Militar segue fazendo buscas para localizar o quinto suspeito. A polícia não informou se o dono do carro feito refém foi ferido durante o sequestro-relâmpago.