Vida Urbana

Brasil bate recorde na produção de petróleo

Produção desse ano foi 0,75% maior que o ano passado.




google
google
A produção de petróleo de 2016 foi de 2.144.256 barris por dia, número que ficou próximo a meta definida para o ano

 O Brasil bateu recorde na produção de petróleo em 2016. De acordo com a presidente da Petrobras, Pedro Parente, este ano foram produzidos uma média de 2.144.256 barris por dia, o que representa um acrescimo de 0,75% na comparação com o ano anterior.

 
O resultado, da produção deste ano, ficou próximo a meta definida para o ano, que era de 2,145 milhões, e representa um recorde histórico anual.“Estamos muito felizes, porque é o segundo ano seguido que a empresa cumpre a meta de produção depois de uma série de anos em que metas de produção eram apenas uma referência, que se chegasse lá, ok, mas, se não chegasse, não tinha o menor problema. Nesta gestão, meta é uma coisa séria”, disse o presidente da Petrobras, Pedro Parente a jornalistas, durante encontro que teve a presença de toda a diretoria da estatal, na sede da companhia, no centro do Rio.
 
Na camada do pré-sal, a média anual no ano passado também registrou recorde, com a marca de 1,02 milhão de barris de óleo/dia, o que significou aumento de 33% em relação ao ano anterior.
 
No caso do gás natural, a companhia também apresentou recorde de 77 milhões de metros cúbicos (m³) diários. Se esse desempenho for incluído no balanço do ano, a produção total no país chega a 2,63 milhões de barris de óleo equivalente por dia, 1% acima do registrado em 2015, o que representa ainda mais um recorde no ano para a empresa.
 
Pedro Parente destacou ainda o desempenho da companhia em dezembro, quando também foram batidos alguns recordes. Entre eles, a produção média de petróleo no Brasil, que pela primeira vez superou a marca de 2,3 milhões bpd, sendo 3% a mais que o maior índice registrado em setembro do mesmo ano. Já a produção no dia 28 de dezembro chegou a 2,4 milhões de barris de óleo.
 
No mesmo mês, a produção de gás teve alta de 2% na comparação com novembro, atingindo volume de 81,8 milhões m³/dia, que, se considerado, eleva a produção de petróleo e gás natural no Brasil para 2,82 milhões de barris de óleo equivalente por dia, representando 6% a mais do que o registrado em igual mês do ano anterior.
 
“A gente tem a convicção, como já falamos reiteradas vezes, que a reputação se constrói na credibilidade, se constrói com promessas que são feitas e são cumpridas”, destacou o presidente da estatal.
 
A diretora executiva de Exploração e Produção da Petrobras, Solange Guedes, disse que a produção é uma referência importante para o fluxo de caixa da companhia e destacou que a empresa tem trabalhado com a boa prática da previsibilidade. A diretora chamou a atenção para o mês de dezembro, que para ela foi excepcionalmente bom. O recorde do dia 28 de dezembro, de acordo com Solange Guedes, é um marco que vai ficar por um bom tempo na história da Petrobras.
 
“Ele é um número superior à produção de várias empresas e nós atingimos esta marca em um dia só. Foi uma marca muito importante. Para completar, o que eu chamo de dias perfeitos, no dia seguinte, no dia 29, nós atingimos o recorde na produção operada do pré-sal”, ressaltou.