Vida Urbana

Chuva na cidade de Patos causa alagamentos e desmoronamentos

Choveu menos de 100mm, mas houve estragos em toda a cidade. 18 ocorrências foram registradas.



O prefeito de Patos, Dinaldo Wanderley esteve reunido na manhã desta terça-feira (10) com representantes da Defesa Civil e de várias secretarias para fazer uma avaliação dos estragos provocados pela chuva, das providências já tomadas e determinação de outras medidas que se tornem necessárias. As chuvas caídas na cidade provocaram a queda do teto de uma loja de veículos e também de um muro que atingiu vários carros no bairro do Jatobá. Esta é a primeira chuva de grande volume ocorrida na cidade este ano. De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), foi registrado um volume de 82 mm de chuvas na cidade.
 
Treze solicitações foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e outras cinco foram acompanhadas pela Defesa Civil da cidade. Um total de 18 ocorrências.
 
A chuva começou a cair na cidade por volta das 20 horas da segunda-feira (9) e junto com ela, os problemas. O canal do Frango, embora não transbordasse, ficou cheio e o represamento em algumas ruas provocou alagamento em duas casas na comunidade Dom Bosco. Muros de casas ruíram. Faltou energia em várias ruas da cidade. A UPA do Campo da Liga ficou alagada. O PA Maria Marques teve alagamento nas partes mais baixas sem prejudicar o atendimento normal dos pacientes que o procuraram. Parte do tapume do Teatro caiu impedindo a passagem de veículos por suas laterais.
 
Quando começaram a aparecer os primeiros problemas, o prefeito Dinaldinho Wanderley acionou a sua equipe e passou a percorrer todos os locais onde se previam problemas e aqueles onde efetivamente aconteceram. Percorreu as adjacências do Canal do Frango, foi ao Morro, esteve na loja parcialmente desmoronada no Jatobá, visitou o PA Maria Marques e outros locais onde aconteceram incidentes. Em todos eles determinou providências.

"Tivemos a preocupação de colocar a Defesa Civil e os serviços públicos a disposição da população. Vamos começar a fazer a limpeza desses córregos ainda nesta terça-feira. O Corpo de Bombeiros e Samu estão nos auxiliando, e já alertamos todos os hospitais da região", afirmou Dinaldinho. 
  
Desde o aparecimento dos primeiros problemas, a Defesa civil, as Secretarias de Infraestrutura, de Saúde, de Agricultura, de Desenvolvimento Social, de Serviços Públicos, de Desenvolvimento Econômico, a STTRANS junto com o pessoal do Gabinete, passaram a agilizar providências para minimizar os problemas que ocorreram em praticamente toda a cidade.
 

Os números oficiais do volume de chuvas que aconteceram na noite de ontem, só devem ser divulgados hoje, por volta das 10h pela Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), mas a Defesa Civil estima que foram 95 mm de chuva em Patos.

O teto e muro de uma loja de veículos caiu por conta das chuvas