Vida Urbana

Gevisa orienta sobre os cuidados que se deve ter ao comprar água de carros-pipa

Caminhão deve ter autorização para transportar água. 



Divulgação/Codecom-CG
Divulgação/Codecom-CG
Segundo Gevisa, é necessário que o carro possua a frase “Água potável” em algum local do tanque

Em tempos de crise hídrica e racionamento de água, a  Gerência de Vigilância Sanitária de Campina Grande (Gevisa-CG) alerta aos consumidores que é preciso tomar alguns cuidados na hora de comprar água de carros-pipa.  A principal orientação do órgão é que as pessoas só comprem água de pipeiros que atendam os critérios para o fornecimento.

Segundo a Gevisa, os consumidores precisam verificar se o tanque possui o selo visível de inspeção da Vigilância Sanitária, observar se o caminhão-pipa recebeu uma autorização de transporte de água potável e se esta autorização está em dia, além de analisar as condições externas do tanque, quanto a ferrugem e amassados. Também é necessário que o carro possua a frase “Água potável” em algum local do tanque. Os consumidores devem atentar também se as mangueiras estão velhas e danificadas e solicitar do condutor que informe a procedência, origem, local ou fonte da água captada.

De acordo com a coordenadora da Gevisa, Betânia Araújo, ao perceber alteração de cor ou qualquer tipo de cheiro e gosto na água, o consumidor deve suspender o fornecimento e ligar urgente para o setor de denúncias do órgão, pelo telefone 3310-6178, informando a placa do caminhão. “O consumidor precisa participar do processo de controle da qualidade da água”, disse.

Neste ano, a Gerência de Vigilância Sanitária realizou a inspeção dos carros-pipa que circulam em Campina Grande e vem realizando fiscalizações para evitar que o consumidor compre água sem que os pipeiros atendam aos critérios para a atividade.