Vida Urbana

Quadrilha suspeita de furtar grandes lojas é desarticulada em CG

 Segundo a polícia, grupo desativava alarmes e câmeras de segurança.



Cristiano Santana/ Polícia Civil
Cristiano Santana/ Polícia Civil
Suspeito foi preso com uma série de equipamentos eletrônicos

Uma quadrilha suspeita de furtar eletrodomésticos foi desarticulada nesta segunda-feira (28), em Campina Grande. De acordo com a Polícia Civil, o grupo é especializado em furtos qualificados contra grandes empresas. Os suspeitos atuavam desativando os sistemas de alarmes e câmeras de segurança dos estabelecimentos para realizar os crimes sem chamar atenção. Um integrante da quadrilha foi preso com mais de 100 celulares furtados e outros aparelhos eletrônicos.

O suspeito foi preso no bairro Portal Sudoeste. Na casa onde ele estava havia cerca de 140 celulares, tablets, chips e uma televisão furtados em uma loja de eletrodomésticos, na madrugada desta segunda-feira, em Guarabira, no Brejo paraibano.

De acordo com a Polícia Civil, o homem preso é natural do estado do Pará. Além dele, outros dois suspeitos de integrar a quadrilha já foram identificados. A polícia tem a informação de que estes outros dois homens também são paraenses .

Segundo o delegado Cristiano Santana, os integrantes da quadrilha tinham conhecimento técnico para desativar o sistema de segurança das lojas. “Eles chegavam nas lojas e conseguiam desligar a energia elétrica e desativar o sistema de alarme e de filmagens das câmeras de segurança. Não há imagens de nenhuma ação deles. A preferência deles era por grandes lojas”, disse o delegado.

A Polícia Civil conseguiu identificar o grupo através de uma relação feita entre os casos de furto e uma denúncia anônima. “Há cerca de um mês, recebemos a informação de que havia homens em atitude suspeita que estavam morando em uma casa no bairro Portal Sudoeste. Eles sempre saíam da casa pela madrugada e retornavam pela manhã. Então uma equipe policial já estava fazendo o monitoramento e levantando as ocorrências que eram registradas ao longo do período em que eles estavam fora da casa”, explicou Cristiano Santana.

De acordo com a Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira, os homens foram vistos retirando sacolas grandes de um carro e entrando dentro da casa, no bairro Portal Sudoeste. Quando os policiais chegaram no local, o suspeito de 31 anos foi flagrado com os produtos furtados. Antes da chegada da polícia, os outros dois homens já haviam saído do local. “A casa não tinha mobília e era usada apenas como ponto de apoio para guardar os produtos furtados”, conta o delegado.

Além do furto ao estabelecimento registrado nesta segunda-feira, em Guarabira, a Polícia Civil suspeita que o grupo está envolvido no furto que ocorreu no último sábado (26), em uma loja da cidade de Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba e em outros furtos registrados em lojas no Sertão paraibano. O material apreendido foi encaminhado para a DRF, para onde o suspeito preso também foi levado.