Vida Urbana

Todos os contratos temporários da UEPB serão encerrados em dezembro

Segundo instituição, edital do concurso deve ser lançado até o final da primeira quinzena de dezembro. 



Reprodução
Reprodução
Segundo a universidade, a necessidade real é de cerca de 300 vagas

Todos os atuais contratos temporários da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) serão encerrados, sem exceção, no dia 31 de dezembro deste ano. A informação foi divulgada nesta terça-feira (22) pela instituição, que afirmou que os preparativos para o lançamento de edital do concurso público, que pretende suprir as vagas, estão em sua fase final. 

Segundo a Administração Central da Universidade, com a expectativa de mudança na legislação que rege a concessão de aposentadorias, houve um aumento significativo no número de pedidos do referido benefício previdenciário, uma vez que aqueles que possuem os requisitos para se aposentar, mas continuam em atividade, temem perder vantagens com as possíveis mudanças da lei. Por essa razão, já existe algo em torno de 100 pedidos de aposentadoria na UEPB.

No entanto, a reitoria tomou conhecimento de que vários servidores que deram entrada em seus pedidos de aposentadoria – ou que estão iniciando o processo – desejam obter o benefício previdenciário e, mesmo assim, continuarem em atividade na instituição, através de contratos temporários. Esta possibilidade, conforme a UEPB, porém, é totalmente nula, uma vez que a realização do concurso tem como uma de suas principais justificativas suprir as demandas de vagas abertas justamente pelas aposentadorias.

Com isso, a expectativa é de que sejam ofertadas oportunidades suficientes para reverter a redução no número de servidores temporários, bem como preencher as vagas surgidas devido a aposentadorias, falecimentos e exonerações de técnicos administrativos efetivos. Segundo a universidade, a necessidade real é de cerca de 300 vagas.

A previsão de lançamento do edital do concurso da UEPB é até o final da primeira quinzena de dezembro. O processo seletivo será organizado pela Comissão Permanente de Concursos (CPCON) da Instituição. As provas devem ser realizadas em fevereiro e as nomeações dos aprovados devem ocorrer ainda no primeiro semestre de 2017.