Vida Urbana

FAP vai ganhar novo equipamento de radioterapia para tratar câncer

Equipamento vai aumentar o número de atendimentos e modernizar tratamento. 



Divulgação/Codecom-CG
Divulgação/Codecom-CG
Solenidade para inaugurar o equipamento vai contar com a presença do ministro da saúde, Ricardo Barros

A Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), em Campina Grande, vai ampliar o tratamento do câncer com um novo equipamento para a realização de radioterapias. De acordo com a direção do hospital, a máquina está instalada e será inaugurada na próxima segunda-feira (28), permitindo o tratamento de mais 100 pessoas na unidade. Atualmente a unidade atende uma média de 80 a 120 pacientes com a doença. A solenidade para inaugurar serviço vai contar com a presença do ministro da saúde, Ricardo Barros e o prefeito Romero Rodrigues.

“O equipamento já está instalado e também foi construída uma sala especial para o funcionamento da máquina. A obra de contrução foi iniciada em maio do ano passado e concluída em dezembro. O acelerador linear chegou na fundação em setembro e os técnicos da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) vieram para fazer a vistoria e emitiram um laudo autorizando o funcionamento da máquina”, explicou o diretor da FAP, Hélder Macedo.

O equipamento e construção do ambiente onde ele vai funcionar foi um investimento do Ministério da Saúde. O órgão estima um custo total de R$ 9 milhões para a ampliação do serviço no hospital da FAP. O novo acelerador linear é fruto do programa para expansão do tratamento oncológico, desenvolvido pelo MS, e será o primeiro do país a entrar em funcionamento através desse programa. O segundo será entregue, nos próximos dias, em Feira de Santana (BA).