Vida Urbana

Polícia investiga velocidade do carro que atropelou e matou garçom

Resultado do trabalho dos peritos deve sair em até 15 dias.



O trecho da BR-230 em Cabedelo, na Grande João Pessoa, onde o garçom Marcelo da Silva morreu, após ser atropelado, foi interditado na quinta-feira (17) para que uma equipe do Instituto de Polícia Científica (IPC) fizesse um trabalho de perícia. Uma das coisas que a investigação ainda quer descobrir é a velocidade que o carro envolvido no acidente estava no momento do atropelamento.

O acidente aconteceu no dia 17 de outubro. Marcelo voltava do trabalho para casa quando teve a bicicleta em que estava atingida por um carro modelo BMW, que inclusive estava sem placa. O garçom não teve tempo de ser socorrido e morreu ainda no local do acidente.

A interdição para a nova fase da perícia aconteceu no Km 5 da BR-230 na altura da praia de Camboinha. Os peritos demarcaram o asfalto, fotografaram e anotaram cada detalhe para que pudessem entender melhor a conjuntura do acidente, principalmente a velocidade do veículo envolvido. “No decorrer do trabalho, com um programa computacional, é elaborado um laudo pericial e nesse laudo é que poderemos estimar a velocidade”, explicou a perita criminal Andreza Figueiredo.

O trecho onde foi feita a perícia fica a 800 metros do local do acidente foi escolhido por ser o único com registros de imagens feitos por câmeras de segurança. Os peritos levaram cerca de uma hora para colher as imagens que precisavam.

No dia do acidente, o empresário que dirigia o BMW foi levado para a delegacia, ouvido e liberado após pagar uma fiança de R$ 5 mil. A Polícia Civil informou que ele deveria responder por homicídio culposo, que é quando não há intenção de matar. No entanto, o delegado que está à frente das investigações, Deusdeth Leitão, disse que existe a possibilidade de acusação mudar. “Depois que tivemos com o resultado da perícia em mãos e junto com as oitivas que nós fizemos, nós podemos concluir (a investigação) e a tipificação pode ser alterada quando a gente concluir o inquérito”, disse.

Segundo a Polícia Civil, o resultado da perícia feita na quinta-feira deve sair em até 15 dias.