Vida Urbana

Empresário aplica golpe de mais de R$ 1,1 milhão no próprio pai

Pai viajou ao exterior e deixou procuração com o filho.



Um empresário de 28 anos foi preso em flagrante na tarde desta quinta-feira (18), em João Pessoa, por suspeita de cometer fraudes na negociação de imóveis do próprio pai com prejuízos superiores a R$ 1,1 milhão. De acordo com Lucas Sá, delegado da Delegacia de Defraudações e Falsificações, o suspeito, que é dono de uma empresa de cobranças, foi preso na residência dele, no bairro do Bessa.

O responsável pelos imóveis negociados ilegalmente é o pai do suspeito, que está estudando no exterior e deixou uma procuração para que o filho pudesse resolver quaisquer pendências. Entretanto, o empresário utilizou a procuração para vender o primeiro imóvel, avaliado em R$ 800 mil, e não repassou valor algum ao pai, alegando que teria utilizado a quantia para pagar dívidas. Ao retornar de viagem, o pai percebeu a conduta do filho e revogou a procuração, mas não quis denunciar o caso à polícia.

Conforme as investigações, o filho conseguiu negociar o segundo imóvel mesmo após a revogação da procuração. O imóvel, avaliado em R$ 300 mil, seria dado pelo pai à irmã dele, recém-casada. O suspeito se aproveitou de uma viagem da irmã para levar um comprador para visitar a residência, informando que os ocupantes sairiam do imóvel no final do mês de novembro.

 De acordo com o delegado Lucas Sá, o empresário será indiciado pelo crime de estelionato, podendo ser condenado a até cinco anos de reclusão e deve aguardar na carceragem da Central de Polícia Civil a realização da audiência de custódia.