Vida Urbana

Mulher morre após ser atropelada quando atravessava a rua com bebê no colo

Motorista responsável pelo atropelamento ficou no local.



Reprodução/TV Cabo Branco
Reprodução/TV Cabo Branco
Motorista ficou no local para prestar socorro à vítima

Uma mulher de 30 anos morreu após ser atropelada no bairro do Rangel, em João Pessoa, na noite de terça-feira (15). Aline do Nascimento Sousa atravessava a Avenida 2 de fevereiro quando foi atingida por um veículo. Ela fazia a travessia fora da faixa de pedestre e estava com o marido e a filha de 8 meses no momento do acidente. O motorista responsável pelo atropelamento permaneceu no local do acidente.

O marido de Aline contou que a família mora no Rangel e estava voltando para casa após visitar parentes. O motorista do carro fazia uma conversão para pegar a Avenida 2 de fevereiro em direção ao bairro do Cristo. Pelo fato via ser mão única, ele não olhou para o sentido contrário e não viu a família atravessando a rua.

“Foi um negócio de momento, não senti pancada no carro. Eu acredito que ela deve ter tropeçado e caído na hora que eu ia passando”, afirmou Onildo Fernandes. O motorista ficou no local para prestar socorro e disse, inclusive, que se pudesse teria socorrido Aline no próprio carro e levado para o hospital.

De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que socorreu Aline, ela deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa em estado gravíssimo, com traumatismo completo na cabeça. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 23h.

O Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) da Polícia Militar informou que o condutor do carro envolvido no acidente prestou esclarecimentos sobre o ocorrido e não se negou a fazer o teste do bafômetro.

Nas proximidades do local do acidente que vitimou Aline existe uma faixa de pedestre, mas moradores dizem que é comum as pessoas atravessarem a avenida fora dela.