Vida Urbana

Corpo de Vivianny é liberado e sepultado na tarde desta terça

Enterro da vendedora estava programado para acontecer às 16h30 no cemitério Parque das Acácias.



O corpo de Vivianny Crisley, de 29 anos, foi liberado na tarde desta terça-feira (15) pela Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol) de João Pessoa. O corpo foi levado para a Central de Velórios Morada da Paz, em Jaguaribe, de onde foi encaminhado para o cemitério Parque das Acácias, no bairro José Américo. O enterro estava programado para acontecer às 16h30.

Segundo familiares, o velório e o enterro deveria ter acontecido na manhã desta terça, contudo o corpo precisou passar por outros exames e só pôde ser liberado durante a tarde. A Gemol, contudo, não especificou os tipos de análises que foram feitas em Vivianny. 

Na última segunda-feira (14), o exame de DNA realizado pelo Instituto de Polícia Científica (IPC) confirmou que o corpo queimado de uma mulher encontrado em uma mata de Bayeux no último dia 7 era da vendedora Vivianny Crisley, de 29 anos. A informação foi divulgada pela assessoria de comunicação da Secretaria da Segurança e da Defesa Social da Paraíba (Seds).

O DNA foi feito a partir de um resto de pele encontrado na sandália que estava próxima ao corpo e que era da vendedora. A assessoria da Seds ressaltou que o delegado Reinaldo Nóbrega já teria avisado à família de Vivianny.

"O exame cadavérico, que deve identificar a forma da morte, se houve alguma violência sexual, entre outros, e o exame de local de crime ainda estão sendo feitos e a previsão é de que sejam concluídos em dez dias", afirmou a diretora em exercício do IPC, Gabriela Nóbrega.