Vida Urbana

Papai Noel dos Correios é lançado na Paraíba

Campanha acontece há 27 anos e em 2015 à 1,5 milhões de cartas.



Rizemberg Felipe
Rizemberg Felipe
Em 2015 foram enviadas 2,8 milhões de cartas, destas 1,5 milhões foram atendidas.

A Campanha Papai Noel dos Correios 2016 será lançado na Paraíba, nesta quarta-feira (16). O lançamento aconteceu no auditório do edifício sede dos Correios, no Cristo Redentor às 9h30. Há 27 anos a campanha presenteia crianças durante o Natal.

A campanha tem como principal objetivo responder às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e, sempre que possível, atender aos pedidos de presentes daquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.  Nos últimos três anos, em todo o país, foram recebidos mais de 2,8 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel dos Correios. Desse total, 1,9 milhão atendiam aos critérios da campanha e mais de 80% foram adotadas, o que equivale a 1,5 milhão de cartas.

Desde 2010, os Correios estabeleceram parcerias com escolas públicas, creches e abrigos que atendem crianças em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é auxiliar no desenvolvimento da habilidade de redação de carta, de endereçar e usar corretamente o CEP.

A campanha busca disseminar o encantamento natalino, e isto só é possível com a ajuda dos padrinhos e voluntários. Cerca de 117 mil funcionários dos Correios ajudam na seleção de cartas, distribuição nas unidades e coleta dos presentes. Os padrinhos são aqueles que adotam as cartinhas e providenciam os presentes solicitados pelas crianças.

Como funciona

Em todo o Brasil, as cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas.  As que atenderem aos critérios da campanha são disponibilizadas para adoção na casa do Papai Noel ou em outras unidades da empresa. Os Correios não entregam cartas para adoção diretamente à população, em suas residências. As cartas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis apenas nos locais indicados pela empresa.

Os presentes destinados a cada carta adotada são encaminhados, pelos padrinhos, a locais específicos, para que posteriormente os Correios façam as entregas.  Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar o cumprimento desse critério, o endereço da criança não é informado ao padrinho. Mais informações sobre o Papai Noel dos Correios podem ser consultadas no site dos Correios.