Vida Urbana

CBN João Pessoa é finalista do Prêmio Anamatra de Direitos Humanos

Reportagem de Hebert Araújo falou sobre as ligas camponesas.



A CBN João Pessoa pode trazer mais um troféu pra casa. A emissora é uma das finalistas do Prêmio Anamatra de Direitos Humanos, realizado pela Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho. A reportagem de Hebert Araújo está concorrendo com mais duas na subcategoria Rádio, dentro da categoria Imprensa. Os ganhadores serão conhecidos no próximo dia 24, no Rio de Janeiro.

Intitulado de “Marcada Para Lutar”, o material de Hebert retrata o surgimento das ligas camponesas no Nordeste na década de 60, durante as turbulências políticas e sociais. Com produção de Andrezza Carla e Adriana Costa e edição de Jonathan Dias, a pauta foi pensada em comemoração aos 90 anos de Elizabeth Teixeira, ativista que ganhou fama em um documentário de Eduardo Coutinho.

Ouça aqui a reportagem finalista

Ansioso para a premiação, Hebert já conhece um pouco o Anamatra. Em 2014, ele foi contemplado com uma menção honrosa por causa da matéria especial 'História de Flor'. A reportagem contou a trajetória da líder sindical paraibana Margarida Maria Alves, assassinada em 1983 e transformada em símbolo da luta pelos direitos dos trabalhadores.

Se levar o prêmio, Hebert somará quatro só neste ano. No último mês, o repórter levou dois troféus no Prêmio Abecip de Jornalismo e um no Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo. Em toda a sua carreira, já são 23. “São sempre temas cidadãos e focados nos direitos humanos. Eu fico muito feliz porque é um prazer contar essas histórias e saber que o seu trabalho obteve a excelência”, disse Hebert.