Vida Urbana

Brasileiros defendem regularização de imigrantes nos EUA

Comunidade do Brasil aproveitou período de eleições para reforçar campanha. 



A comunidade brasileira que reside legalmente nos Estados Unidos aproveitou hoje (8) o dia de eleições norte-americanas para reforçar – em lugares próximos aos locais de votação – uma campanha em favor da concessão de documentos para imigrantes que vieram do Brasil e se expõem ao risco de serem presos ou deportados.

Espalhados pelas cidades que mais recebem imigrantes do Brasil nos EUA – Boston, Miami, San Francisco, Nova York e East Newark (em Nova Jérsey), os brasileiros também orientaram compatriotas com direito a voto a apoiar políticos que simpatizam com as causas dos migrantes.

Liderado pela brasileira Margareth Shepard, que mora há mais de 20 anos em Boston, capital do estado de Massachusetts, o movimento defende o direito de os brasileiros sem documentos obterem carteira de motorista nos Estados Unidos. Segundo Margareth, sem carteira de motorista, os brasileiros (e os demais imigrantes sem documentos) ficam sujeitos a penas pesadas e multas elevadas. “Até mesmo para obter um seguro, se a pessoa não tem documento, o preço fica muito alto”, disse a ativista.

Margareth Shepard elaborou uma lista de senadores e deputados norte-americanos que simpatizam com a causa brasileira. Segundo ela, a candidata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, também é favorável à causa dos brasileiros e por isso mereceu ser apoiada pela comunidade.

A brasileira Heloisa Maria Galvão, que integra o Grupo Mulher Brasileira, em Boston, disse que a comunidade de brasileiros nos EUA está se unindo para criar um consenso sobre como o Brasil pode ser representado no Congresso dos Estados Unidos. “Só em Massachusetts os brasileiros representam a segunda nacionalidade que mais obtém a cidadania americana, logo depois dos originários da República Dominicana”.