Vida Urbana

Floriculturas amargam prejuízo com baixas vendas às vésperas do Dia de Finados

Um dos motivos citados por quem trabalha no setor é o aumento de ambulantes.



Phillipe Xavier
Phillipe Xavier
Vendedora Áurea Farias aposta nas vendas de última hora para melhorar movimento da floricultura

Lembrada como uma data triste, o Dia de Finados tem tudo para ser amargo também para empresários do comércio de flores em João Pessoa. O motivo é a expectativa de vendas para o período, que tende a ser menor que a do ano passado, segundo quem trabalha no setor.

Funcionária de uma das mais tradicionais floriculturas da capital, localizada na Praça da Independência, a vendedora Áurea Farias afirma que está contando com os compradores de última hora para alavancar as vendas.

“Nossa expectativa é razoável porque, apesar da tradição, as vendas caíram muito”, comentou, complementando que, além da crise, um dos motivos para a queda no comércio é o crescimento de ambulantes. “O pessoal está vendendo muita flor no cemitério, o que prejudica um pouco”.

Conforme Áurea, o que mais tem saído neste ano são as flores avulsas e as coroas mais simples, que podem ser encontradas a partir de R$ 100. Ela ressalta, ainda, que outras boas opções mais em conta são as rosas e os gladíolos avulsos, que saem pelo valor de R$ 5, cada um.

A empresária Sarliana Rodrigues, proprietária do Atacadão Império das Flores, no bairro da Torre, menciona que neste ano o que mais tem chamado a atenção dela é o volume de ligações de clientes interessados em saber valores e detalhes dos produtos.

“Eu estou achando a pesquisa muito maior esse ano, em um nível muito maior que em 2015”, afirmou, observando que pretende abrir seu comércio uma hora mais cedo no feriado visando a tentar impulsionar mais as negociações.

Para a data, as apostas dela são as flores do campo, com um maço custando R$ 20, além da avenca, 'carinho de mãe' e 'tango', no valor de R$ 5, cada. Já para quem não quer economizar na homenagem ao ente querido, Sarliana garante que há artigos mais refinados. “Temos uma coroa de flores de 1 metro, com lírios, que custa na faixa de R$ 500”, frisou.

Tendência

As baixas vendas no comércio de flores de João Pessoa segue uma tendência nacional, segundo pesquisa do Sindicato do Comércio Varejista de Flores e Plantas Ornamentais do Estado de São Paulo (Sindiflores) e da Hórtica Consultoria e Inteligência de Mercado para a Horticultura

Entre os comerciantes do setor entrevistados durante o levantamento, 44% acreditam que as vendas para data este ano serão menores que no ano passado. Para os entrevistados, além dos ambulantes, a oferta de flores em supermercados é o que vem afetando o desempenho do comércio especializado, de acordo com a pesquisa.

Entre as empresas varejistas entrevistadas, 44%, acreditam que o valor médio das vendas das flores para o Dia de Finados ficará entre R$ 15 e R$ 30, podendo chegar a R$ 60.