Vida Urbana

Homem é assassinado na porta de casa durante tentativa de assalto

Vítima estava conversando quando foi surpreendida pelos criminosos



Reprodução/TV Cabo Branco
Reprodução/TV Cabo Branco
Vítima chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu

Um homem de 34 anos morreu após ser baleado no peito durante uma tentativa de assalto na noite da quarta-feira (26) no bairro da Torre, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, a vítima, que trabalhava como vigilante, estava conversando na frente de casa quando foi surpreendida pelos criminosos. O assassinato foi cometido por dois homens, que se aproximaram em uma motocicleta.

Ainda de acordo com a polícia, o condutor da moto pediu para a vítima entregar o celular, que estava na mão dele, mas o homem pode ter reagido e em seguida o carona da moto sacou uma arma e atirou. A dupla fugiu em seguida.

O homem, que era vigilante, foi socorrido por familiares e amigos e levado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, onde deu entrada por volta das 21h15. De acordo com um boletim divulgado pela unidade hospitalar na manhã desta quinta-feira (27), o homem chegou a passar por procedimentos de emergência, mas não resistiu e morreu ainda na noite da quarta-feira.

 

Na manhã desta quinta-feira (27) quatro suspeitos de assaltos em João Pessoa foram detidos. De acordo com a PM, entre eles está pelo menos um dos suspeitos de matar o vigilante. A relação entre o grupo e o crime se deu após os policiais encontrarem um áudio com uma suposta confissão em um celular que estava com eles.

As prisões e apreensão aconteceram entre os bairros do Cristo Redentor e Cruz das Armas. Durante a abordagem, a polícia encontrou dois revólveres calibre 38 com munições, documentos e celulares de vítimas de assalto. Três jovens, de 20 e 22 anos e um adolescente de 16 foram detidos. Segundo a PM, no celular de um deles havia um áudio onde o dono do aparelho explicava para outra pessoa que na noite da quarta-feira foi realizar um assalto e acabou atirando e acertando o peito da vítima.

(Atualizada às 13h30)