Vida Urbana

Professores da UFCG paralisam atividades na próxima segunda

Assim como ocorre na UFPB, eles protestam contra a PEC 241/2016.



Divulgação
Divulgação
Em Campina Grande, haverá um ato público a partir das 14h na Praça da Bandeira

Os professores da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) vão paralisar as atividades na próxima segunda-feira (24), no Dia Nacional de Lutas dos Servidores Públicos. Eles protestam contra a possibilidade da Câmara dos Deputados aprovar a Proposta de Emenda à Constituição 241/2016, que congelará os investimentos públicos federais nos próximos 20 anos. Em Campina Grande, a principal atividade de mobilização da categoria será um ato público que ocorre a partir das 14h, na Praça da Bandeira.

Segundo a organização, a paralisação acontece na segunda-feira porque é neste dia que a Câmara dos Deputados vai apreciar em segundo turno a PEC. Junto com a paralisação e mobilização de segunda-feira, os professores da UFCG também aprovaram a adesão da categoria ao calendário da Jornada de Lutas que está sendo convocada pelas centrais sindicais e pelo Fórum Nacional dos Servidores Públicos e incluem a realização de Dias Nacionais de Lutas também em 11 e 25 de novembro.

Além do calendário de mobilização, os professores da UFCG aprovaram a entrada da categoria em um estado de assembleia permanente, que permite a diretoria da Associação dos Docentes da Universidade Federal da Campina Grande (ADUFCG) convocar a categoria de forma mais rápida para as assembleias e oferecer respostas a uma conjuntura que tem se modificado aceleradamente nas últimas semanas.