Vida Urbana

Homem é morto após ser confundido com policial durante assalto

Criminosos atiraram depois que viram um adesivo da Polícia Militar na moto da vítima.



Walter Paparazzo
Walter Paparazzo
Homem não reagiu à abordagem e mesmo assim foi assassinado

Um homem de 42 anos foi morto a tiros após ser confundido com um policial durante um assalto nesta quinta-feira (20) em João Pessoa. Segundo informações da Polícia Civil, a vítima trabalhava em um hipermercado e os assaltantes teriam atirado após ver um adesivo da Polícia Militar na moto em que a vítima estava.

O caso aconteceu no começo da manhã, no conjunto Vieira Diniz. Segundo o delegado plantonista que acompanhou o caso, Canrobert Rodrigues, o homem saia de casa com a esposa para deixar o bebê do casal, de cinco meses de idade, em um berçário, quando houve a abordagem de uma dupla armada, em outra moto.

“Eles pediram para o casal descer do veículo e tomaram uma bolsa que estava com o homem. Em seguida, ao tentar roubar a moto do casal, viram que havia um adesivo da PM na parte de trás. Eles então perguntaram se o homem era policial e, mesmo após a vítima negar, pediram para a mulher se virar e atiraram no homem, fugindo em seguida”, disse o delegado.

De acordo com o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), a mulher da vítima chegou a acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas o homem não resistiu e morreu ainda no local.

Segundo o delegado, a moto em que ele estava pertencia à mulher, que também não atua como policial. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da capital. Os suspeitos não foram localizados.