Vida Urbana

Corpos da família assassinada na Espanha serão cremados

Segundo familiar de uma das vítimas, previsão é de que a Justiça espanhola libere os corpos na segunda (24).  



Reprodução/TV Cabo Branco
Reprodução/TV Cabo Branco
Marcos Nogueira, Janaína Américo e dos dois filhos deles, de 1 e 4 anos, foram encontrados mortos em Pioz, a cerca de 60 km de Madri

Os corpos da família paraibana assassinada na Espanha vão ser cremados. Marcos Nogueira, Janaína Américo e dos dois filhos deles, de 1 e 4 anos, foram encontrados mortos no dia 18 de setembro na casa onde eles moravam, em Pioz, a cerca de 60 km de Madri. Eles foram esquartejados e os corpos, segundo investigações, estavam no local há cerca de um mês. O principal suspeito do crime, François Patrick Gouveia, que é sobrinho de Marcos, se entregou à polícia espanhola nesta quarta-feira.

 
De acordo com uma prima de Janaína, Sevânia Américo, as duas famílias viajaram para a Espanha no dia 26 de setembro para conseguir transportar os corpos ao Brasil. Ela explicou que a previsão é de os corpos sejam liberados na segunda-feira (24) e que na terça (25) a funerária possa encaminhar os corpos para incineração. Depois, as cinzas serão levadas para Madri e seguem de avião para o Brasil. O processo deve durar cerca de 10 dias.
 
“Nós e a família de Marcos estamos providenciando quatro urnas para serem colocadas as cinzas. Quando chegarem aqui, vamos fazer uma pequena cerimônia para que nossa família e eles tenham paz. A justiça está sendo feita através da Justiça da Espanha e da Guarda Civil”, afirmou Sevânia.
 
Ainda conforme ela, a família vai ter que desembolsar 6 mil euros para transportar os corpos, após o Consulado Brasileiro ter conseguido um orçamento menor que os 12.800 euros anteriores. O valor, sem taxas, equivale a R$ 20.859,60, conforme a cotação da moeda nesta quarta-feira. Para ajudar na arrecadação do dinheiro, a família abriu uma campanha em um site de financiamento coletivo.