Vida Urbana

Jovem é assassinado e polícia vê ligação com morte de empresário

Polícia acredita que motocicleta do jovem foi usada no outro assassinato.



Um jovem de 22 anos foi encontrado morto na zona rural da cidade de Paulista, no Sertão da Paraíba, na madrugada deste domingo (16). A Polícia Civil acredita que o caso tenha ligação com o assassinato do empresário Orismídio Pereira Neto, ocorrido na sexta-feira (14) no mesmo município. Para o delegado Homero Perazzo, o jovem foi vítima de um latrocínio, roubo seguido de morte, e a motocicleta dele foi usada pelos criminosos no crime contra o empresário.

O corpo de Diego Figueiredo Gomes foi encontrado no sítio Pé de Serra, por volta de 1h30 deste domingo. A polícia chegou ao local após receber uma denúncia anônima. “Nós acreditamos que esse jovem foi morto momentos antes do dono do bar [Orismídio], na sexta. O corpo dele já estava em avançando estágio de decomposição”, explicou Perazzo.

Orismídio Pereira Neto, popularmente conhecido como Gordo do Bar, foi morto a tiros dentro do estabelecimento comercial do qual era proprietário, localizado no Centro de Paulista, com seis tiros na cabeça. Os dois envolvidos no crime, que ainda não foram presos, chegaram ao local em uma motocicleta Honda Bros vermelha. A polícia tem informações de que esse veículo pertencia, na verdade, a Diego.

“Esse jovem, infelizmente, estava no lugar errado e na hora errada”, afirmou Homero Perazzo. O delegado vai solicitar que a perícia analise os projéteis disparados nos dois crimes para confirmar se de fato eles saíram da mesma arma. Perazzo destacou ainda que o fato dos assassinatos terem sido cometidos com tiros no rosto, reforça a tese de que foram cometidos pelas mesmas pessoas.
 

Após a morte de Orismídio, o delegado já tinha dito que a tese de crime patrimonial estava praticamente descartada. Agora, ele reforçou que acredita em um assassinato por encomenda e ressaltou que a polícia já tenha uma linha de investigação: relação com a agiotagem. “Estamos bem encaminhados, mas não podemos adiantar mais detalhes para não atrapalhar os procedimentos que estão sendo feitos”, completou.