Vida Urbana

Cesta básica de João Pessoa tem alta acumulada de 19,15%

Dados foram divulgados pelo DIEESE nesta quinta. Capital paraibana apresenta o 4º maior custo do Nordeste.



A cesta básica de João Pessoa custou R$ 386,92 em setembro, registrando uma alta de 0,28% se comparado ao mês de agosto. Os dados foram divulgados pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), nesta quinta-feira (6). No ano, o aumento foi de 19,15%.. Entre as 27 capitais pesquisadas, João Pessoa passou a ser a oitava capital com menor custo da cesta básica de alimentos. Porém, entre a capitass do Nordeste, ela possui o 4º maior custo.

Entre agosto e setembro, seis produtos apresentaram alta de preço, a saber: o tomate comum (9,21%), o leite (2,47%), a manteiga (2%), arroz (0,96%), café (0,54%) e a carne (0,50%). Foi observada redução no valor da banana (7,72%), do açúcar (2,43%), do óleo de soja (1,78%), do feijão carioquinha (1,48%), da farinha de mandioca (1,26%) e do pão (0,33%).

Nos nove primeiros meses de 2016, todos os produtos registraram variação positiva em seus preços, exceto o tomate que obteve uma redução de 8,75%. Os principais aumentos se deram nos preços do feijão (116,34%), da manteiga (67,06%), da farinha (38,01%), do leite (35,21%) e da banana (34,32%). Outros produtos apresentaram aumentos em seus preços: açúcar (28,31%), café (21,57%), arroz (15,95%), óleo de soja (7,5%), carne (2,34%) e pão (1,07%).

O trabalhador pessoense cuja remuneração equivale ao salário mínimo necessitou cumprir, em setembro, jornada de 96 horas e 44 minutos, maior que as 96 horas e 28 minutos registradas em agosto.

Em setembro de 2016, o custo da cesta em João Pessoa comprometeu 47,79% do salário mínimo líquido (após os descontos previdenciários). No mês de agosto o percentual exigido foi de 47,66%, mostrando uma pequena elevação ao mês referido.