Vida Urbana

Nomes dos bairros da capital se entrelaçam com a história da PB

Alguns vêm de lendas, outros surgiram como homenagens.



Rizemberg Felipe
Rizemberg Felipe
Tambiá foi um dos primeiros bairros residenciais de JP a origem do seu nome remete a uma lenda indígena

A origem dos nomes dos bairros de João Pessoa, que completa 432 anos neste sábado (5), se entrelaça um pouco com a história da Paraíba. Criados a partir de lendas indígenas, que são verdadeiras tragédias shakespearianas, ou por homenagens à personalidades importantes, certas localidades carregam nomes que não são sequer conhecidos por seus habitantes. Que tal aproveitar a ocasião para aprender um pouco sobre algumas delas?

Tambiá

A lenda de uma paixão entre dois índios de tribos adversárias dá origem ao nome de um dos bairros mais antigos e tradicionais de João Pessoa, o bairro de Tambiá. Segundo o historiador Rafael Virgínio, o nome do local surgiu após um valente guerreiro cariri ter sido aprisionado e morto por membros de uma tribo potiguara, com quem havia lutado durante muito tempo.

"Conta a lenda que a índia Apré, mesmo sendo potiguara, se apaixonou por ele e, após a morte de Tambiá, chorou durante 50 luas. Suas lágrimas teriam originado a fonte de Tambiá, localizada no Parque Arruda Câmara, a Bica", contou o historiador.

Roger

O bairro do Roger é um dos mais antigos de João Pessoa. De acordo com a historiadora Martha Falcão, o nome do local vem do antigo proprietário das terras. "Elas pertenciam a um estrangeiro de nome Roger e quando passaram a ser um bairro residencial receberam o seu nome", afirmou.

Trincheiras

A origem do nome do bairro das Trincheiras remete à Revolução de 1817. Segundo Martha Falcão, no local fora construído uma instalação militar usada pelo pai de José Peregrino de Carvalho, um dos paraibanos líder do movimento pela independência do Brasil.

Jaguaribe

Jaguaribe já foi um dos bairros mais nobres da capital paraibana. Martha Falcão afirma que o nome do bairro vem do rio que corta não só o local, mas praticamente toda João Pessoa, o Rio Jaguaribe. "A palavra Jaguaribe é de origem indígena e significa ‘Rio das Onças’, devido ao felino que havia em suas próximidades", explicou.

O Rio Jaguaribe é um rio completamente urbano e pessoense. Seu nascedouro se dá na regiãos do bairro Esplanada e das Três Lagoas e percorre os bairros de Cruz das Armas, Varjão, Jaguaribe, Castelo Branco, Miramar, Tambaú, Manaíra e Bessa, até desaguar no Rio Paraíba.

Cruz das Armas

A origem do nome do bairro Cruz das Armas possui duas versões, segundo Rafael Vírgínio. Uma das versões diz que o nome do bairro vem da existência de uma grande cruz exatamente nos limites das antigas Capitanias da Paraíba e de Pernambuco – nelas, estavam gravadas as armas dos dois Estados.

"Uma outra versão é a seguinte: existia, às margens do Rio Gramame, um núcleo de negros ‘arapuás’. Conta-se que eles saiam do local à noite para assaltar os viajantes e, tendo em vista suas repetidas aparições, o povo passou a chamar o lugar de ‘Cruz das Almas’", relatou o historiador.

Valentina de Figueiredo

Praticamente todos os bairros da Zona Sul de João Pessoa foram criados nos anos de 1980. Segundo Rafael Virgínio, o bairro de Valentina de Figueiredo recebeu este nome em homenagem à mãe de um político brasileiro. "O bairro nasceu através de um projeto de habitação do governo estadual e o nome é em homenagem a mãe do presidente João Figueredo", ressaltou. 

Mangabeira

O verdadeiro nome do maior e mais populoso bairro de João Pessoa é Parque Residencial Tarcisio Burity. De acordo com Rafael Virgínio, o nome pelo qual o bairro é popularmente conhecido vem de antes de sua fundação. "O nome é em alusão à quantidade de pés de mangaba que existiam no local", apontou o historiador. 

Torre

O operário chefe da Firma Ferro Carril, responsável pelo assentamento dos trilhos dos bondes da cidade, deu origem ao nome do bairro da Torre, conforme Martha Falcão. Ainda de acordo com a historiadora, Joaquim Torres era um homem muito respeitado e influente e, por isso, foi homenageado com um bairro em seu nome, originalmente batizado de "Torres".

Expedicionários

Entre os bairros Torre e Tambauzinho e próximo ao 1º Agrupamento de Engenharia do Exército Brasileiro fica o bairro dos Expedicionários. Segundo Martha Falcão, o bairro foi batizado assim em homenagem aos homens que representaram o Brasil na Segunda Guerra Mundial. Eles faziam parte da Força Expedicionária Brasileira (FEB) e, por isso, o nome ‘Expedicionários’.

Miramar

O bairro de Miramar não só é conhecido por suas ‘Muriçocas’. Ele, que fica no sopé altimétrico no centro-oeste de João Pessoa, recebeu este nome devido à proxidade do mar e a visão privilegiada de toda a área litorânea da cidade. A historiadora Martha Falcão, que já residiu no local, é quem dá a explicação.

Tambaú

O bairro que é uma das localidades mais turísticas da capital recebeu este nome por causa de sua famosa praia. De acordo com o historiador Rafael Virgínio, o nome da praia possui origem indígena. "Seu nome na linguaguem indígena significa ‘lugar onde se apanha ostras ou conchas’", apontou.