Vida Urbana

Mulher suspeita de aplicar calote de mais de R$ 1 milhão em formandos presta depoimento

Delegada afirmou que vai instaurar o inquérito e que mulher deve ser autuada por estelionato.




Gabriel Costa/G1

A dona de uma empresa que organiza festas em João Pessoa, suspeita de aplicar um calote de mais de R$ 1 milhão em formandos, prestou depoimento à Polícia Civil nesta sexta-feira (15). Conforme a delegada Vanderleia Gadi, da Delegacia de Defraudações e Falsificações da capital, a mulher admitiu que não vai realizar os eventos acordados com as turmas.

“Ela disse que já vinha passando por dificuldades financeiras, fazendo uma festa para pagar a outra. Ela conseguia porque tinha nome no mercado e crédito no banco. Mas com essa divulgação, ela teve até um empréstimo negado, apesar de oferecer um imóvel do pai como garantia”, disse a delegada.

A mulher afirmou também que já entrou com pedido de falência da empresa. Sete turmas de formandos devem ser prejudicadas e não devem ter as festas realizadas.

Com isso, a delegada Vanderleia Gadi ressaltou que não precisa mais aguardar que as festas não aconteçam e que vai instaurar o inquérito. Ela deve ser autuada por estelionato. Como ela se apresentou à polícia antes do crime ser concretizado, ela não foi presa em flagrante e deve esperar a continuidade da investigação em liberdade.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.