Vida Urbana

MPF recomenda que Sudema fiscalize despejo de resíduos no Rio Gramame

Informação foi divulgada na tarde desta terça-feira (14) e tem relação com os efeitos das atividades desenvolvidas pelo Distrito Industrial no local.




O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF) e o Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB) recomendaram que a Superintendência de Administração do Meio Ambiente do Estado da Paraíba (Sudema) fiscalize as atividades exercidas nas empresas localizadas no Distrito Industrial de João Pessoa, tomando as medidas cabíveis quanto às irregularidades encontradas no decorrer de fiscalizações no espaço. A informação foi divulgada na tarde desta terça-feira (14).

O MPF recomendou, ainda, que o órgão ambiental encaminhe os dados referentes aos licenciamentos das empresas, a fim de que sejam tomadas providências em caso de irregularidades. Os órgãos também solicitaram que a Sudema envie o resultado de relatório indicativo da análise qualitativa e volumétrica das águas da bacia do Gramame, para analisar os impactos sofridos a partir do lançamento de produtos no local.

Um estudo sobre a relação entre a Comunidade Mumbaba e o Distrito Industrial de João Pessoa também foi recomendado à Sudema. Para repercutir a questão, a reportagem do JORNAL DA PARAÍBA tentou contato com a assessoria da Sudema, contudo não obteve retorno. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.