Vida Urbana

‘Modelo’ de mobilidade de Curitiba será seguido da PB

Capital paranaense é conhecida pela eficiência inovadora do seu sistema de transporte público.




O Plano de Mobilidade que será implantado em João Pessoa foi elaborado por técnicos universitários do Estado, incluindo o próprio superintendente da Semob, Nilton Pereira. O sistema pensado para a capital pessoense foi inspirado nos modelos adotados em Bogotá e em Curitiba. A escolha por Curitiba se deu porque a cidade é conhecida no mundo inteiro pelo sistema de transporte coletivo, eficiente e inovador.

No ano de 1965, o Plano Diretor de Transportes de Curitiba foi editado e considerado como um dos mais bem elaborados do mundo. Até então, a frota do transporte coletivo representava apenas 2% dos veículos que trafegavam na cidade e era responsável pelo transporte de 515 mil pessoas diariamente.

A cidade crescia de forma acelerada e algo novo precisava ser feito com urgência, pois não ia demorar para o atual sistema se tornar obsoleto. Ônibus expressos, então, foram implantados.

Em 1974 entraram em funcionamento experimental os 20 primeiros expressos. Na década de 80, a prefeitura incentivou a troca do carro pelo transporte coletivo.

Atualmente, a cidade conta com seis corredores exclusivos para os ônibus batizados de ‘ligeirões’. Atualmente são 14 veículos do tipo, com 28 metros de comprimento e capacidade para 250 passageiros. Cerca de 31 mil pessoas utilizam esse tipo de transporte todos os dias, pagando a tarifa única de R$2,60. Vale lembrar que os ônibus convencionais continuam em circulação, pois são eles que fazem a alimentação até os terminais de integração. O atual sistema é motivo de elogios e admiração não apenas pelos gestores de outras cidades, mas principalmente pelos usuários.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.