Vida Urbana

Quase metade dos pedidos de empréstimo feitos na Paraíba são para empreender

Paraíba é o terceiro Estado do Nordeste que mais realizou empréstimos para empreender durante o mês de maio.




Quase metade dos pedidos de empréstimo realizados na Paraíba no mês de maio foram para investimento no próprio negócio. O investimento no próprio negócio e o crédito para novos negócios representaram, respectivamente, 26% e 20% dos motivos para pedido de empréstimo no Estado. Com isso, a Paraíba é o terceiro Estado do Nordeste que mais realizou empréstimos para empreender durante o mês de maio, atrás apenas do Piauí (51% dos pedidos para empreendimentos) e de Alagoas (50%).

Ao todo, houve um crescimento de 37% no número de pedidos de empréstimo no estado em maio em relação a abril. Se analisados os pedidos de empréstimo realizados no Estado em maio de 2017, os investimentos em novo empreendimentos cresceram 96%. Os dados são referentes aos pedidos realizados à Lendico, fintech especializada em crédito pessoal online.

Em comparação, em todo o país o investimento em negócio próprio representou 11,54% dos pedidos de empréstimo realizados, enquanto os pedidos de empréstimo para investir em novos negócios somaram 15,51% no mesmo período. De acordo com o bancário e presidente da Lendico, Marcelo Ciampolini, os números indicam um maior número de investimento em empreendimentos na Paraíba e uma retomada do crescimento econômico no Estado.

“Se compararmos os números da Paraíba com o do Brasil, vemos que o Estado de fato está numa posição privilegiada”, afirma. Segundo a Lendico, os pedidos de empréstimo são divididos em dois motivos principais: investimento – seja em negócios, reformas, viagens – ou dívidas. Em maio, o pagamento de dívidas correspondeu a 19% dos pedidos realizados pelos paraibanos para solicitar empréstimos à empresa. No Brasil, o número sobe para 27%.

“Em situações de crise, o endividamento sobe e o principal motivo para pedir empréstimos vira o pagamento dessas dívidas. Entretanto, a nível de Paraíba, vemos um maior número de pedidos para investir em negócios; o que é um dos maiores indicadores de desenvolvimento econômico”, conclui Ciampolini.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.