Vida Urbana

Mais de 300 medidas protetivas para mulheres vítimas de violência são cumpridas em João Pessoa

Ação foi viabilizada por meio de Termo de Cooperação Técnica, na abertura da Semana ‘Justiça pela Paz em Casa’.




Agentes da Polícia Civil e oficiais de justiça da Capital deram início ao cumprimento de mais de 300 medidas protetivas emitidas pela Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de João Pessoa, para garantir a segurança de mulheres vitimadas.

A ação foi viabilizada por meio de Termo de Cooperação Técnica, assinado na última segunda-feira (11) durante a abertura da 13ª edição da Semana ‘Justiça pela Paz em Casa’ – evento voltado ao julgamento de processos relacionados à violência doméstica contra a mulher, entre outras ações.

O convênio foi firmado pelos dirigentes do Tribunal de Justiça da Paraíba, Corregedoria-Geral de Justiça e Secretaria de Segurança Pública do Estado, conforme ressaltou a coordenadora da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJPB, juíza Graziela Queiroga Gadelha de Sousa. O objetivo foi dar suporte e celeridade ao cumprimento das medidas protetivas.

“Tivemos uma reunião com a participação dos agentes e dos oficiais incumbidos, que já receberam os mandados e já iniciaram o trabalho. Esperamos que até o final do mês de março possamos contabilizar um bom número de medidas protetivas cumpridas, para os encaminhamentos necessários de cada caso”, destacou a magistrada.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.