Vida Urbana

Mais de 200 animais foram resgatados em JP

Polícia Ambiental explica que processo urbanização e desmatamento estão deixando os animais sem habitat natural.




Mais de 200 animais, entre cobras, jacarés, capivaras e preguiças foram encontrados e capturados pelo Batalhão de Polícia Ambiental na Grande João Pessoa este ano. O comandante do Batalhão, tenente-coronel Adielson Pereira, disse que a causa da invasão desses animais é o desmatamento. Com a destruição do habitat natural, os animais acabam procurando outras alternativas de moradia. “Infelizmente essa realidade tem sido cada vez mais frequente”, afirmou o comandante.

Os bairros do Valentina, Mangabeira, Bairro das Indústrias e o Centro, em João Pessoa, costumam ser os mais ‘visitados’ pelos animais. A orientação do Batalhão Ambiental é que a população sempre busque ajuda, ligando para a polícia. “O alerta é para que as pessoas não tentem capturar o animal, porque o risco é muito grande. Um jacaré, por exemplo, pode amputar um braço ou perna de alguém que tente pegá-lo sem estar capacitado para isso”, frisou.

O subcomandante da corporação, major Oscar Beutnmuller, disse que toda semana cobras e jacarés são capturados na Grande João Pessoa. “Eles são encontrados próximos de rios e, após serem capturados, são entregues ao Cetas”, declarou o major. O Cetas é o Centro de Triagem de Animais Silvestres, onde os animais são tratados e depois colocados de volta em seu habitat natural.

Conforme Beutnmuller, apesar das cobras liderarem a lista de animais que invadem os bairros da Grande João Pessoa, capivaras e preguiças também já foram resgatadas. Ele também ressaltou que, caso seja notado algum animal na zona urbana, a população deve evitar pegá-lo. “Se estiver no quintal, é só fechar a casa para que ele não entre e deixar que ele vá embora sozinho. Mas se ele estiver dentro de casa, deve-se solicitar a ajuda da Polícia Ambiental para fazer a captura”, esclareceu. O resgate de animais pode ser solicitado durante 24 horas, através do telefone 3218-7222. (Colaborou Valéria Sinésio)


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.