Vida Urbana

Mais de 2.600 cartões do Passe Legal são bloqueados por uso irregular nos ônibus de João Pessoa

Apesar da biometria facial, cartões estavam sendo usados por outras pessoas.




Balanço do Sintur é referente ao mês de setembro (Crédito: Rizemberg Felipe)

Apesar da tecnologia da biometria facial implantada nos ônibus de João Pessoa, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano (Sintur-JP) continua identificando o acesso irregular nos veículos. Segundo um balanço divulgado pelo órgão, nesta segunda-feira (14), mais de 15 mil entradas nos ônibus foram feitas por pessoas que usavam cartões de terceiros, o que acarretou no bloqueio de 2.616 usuários em setembro.

A orientação para quem tiver o cartão bloqueado é comparecer à sede do sindicato na Rua 13 de Maio, Centro, João Pessoa. Lá, o usuário é notificado da irregularidade, faz um novo cadastro e solicita um novo cartão de acesso aos ônibus. De acordo com o Sintur-JP, em caso de reincidência o usuário fica bloqueado para utilizar o cartão por 30 dias e, se voltar a reincidir, por 180 dias.

Após a implantação completa do sistema de biometria facial no transporte público municipal, o Sintur-JP vem fazendo esse levantamento junto aos centros de operações das empresas a fim de inibir o uso irregular ou fraudulento do transporte coletivo. Em setembro, o maior número de acessos irregulares foi com o Passe Legal Estudantil, com 3.924 cartões tendo sido usados 11.542 vezes. Já nos cartões de gratuidade, a irregularidade representou 22,3% do total.

A biometria facial contempla apenas usuários do transporte público que possuem algum tipo de benefício na passagem. Por enquanto, os estudantes e os passageiros que têm direito à gratuidade são os que acessam os coletivos por meio do reconhecimento da face.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.