Vida Urbana

Igrejas apostam em sistema de vigilância reforçado e guarita

Primeira Igreja Batista mantém um esquema com circuito de câmaras, alarmes e até segurança particulares




Portas fechadas, alarmes, circuito interno de segurança e vigilantes, este é o cenário de algumas igrejas evangélicas em João Pessoa. Para evitar os assaltos aos fiéis e invasões nas igrejas, os pastores estão investindo na segurança. Os membros da 1ª Igreja Batista, na Epitácio Pessoa, contam com sistema de segurança reforçado e já existe um projeto que visa construir uma guarita no local.

 

O pastor auxiliar da 1ª Igreja Batista, Kepler Arruda, revela que a preocupação é porque a violência é uma temática atual e termina envolvendo toda a sociedade, religiões e igrejas. “Apesar da constituição garantir a segurança durante os cultos, só existe quando solicitamos em casos excepcionais. Fazemos o que é necessário fazer, mantemos um esquema com circuito de câmeras, alarmes, seguranças particulares e membros da própria igreja dão apoio aos demais. Se cogita a possibilidade de fazer uma guarita no estacionamento, para garantir a ordem e segurança dos membros”, contou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.