Vida Urbana

Idoso de 93 anos se forma em Direito na UEPB e vai receber título

Djalma Araújo, de 93 anos, entrou na universidade como aluno especial.



Juliana Linhares/UEPB
Juliana Linhares/UEPB
Segundo a instituição, o idoso enfrentou com entusiasmo os desafios impostos pela idade durante o curso

Um idoso de 93 anos concluiu a graduação em Direito na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no campus III, em Guarabira, no último dia 10 de abril. Djalma Araújo apresentou o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) sobre ‘Políticas Públicas e o Direito do Idoso’. Ele chegou na instituição querendo assistir algumas aulas e acompanhar atividades, mas foi incorporado a turma como aluno especial. Durante a colação de grau, Djalma vai receber o título de ‘Aluno Honorário‘ e vai ser homenageado pelas turmas do curso de Direito.

>> ‘Lixo me deu o luxo’, diz sucateira da PB que levou latinhas para formatura

Djalma também se matriculou na primeira turma da Universidade Aberta à Maturidade (UAMA), implantada no mesmo campus em 2015. Segundo a instituição, o idoso enfrentou com entusiasmo os desafios impostos pela idade e conseguiu frequentar, durante cinco anos, as salas de aula.

Segundo a UEPB, com o trabalho intitulado "Políticas Públicas e o Direito do Idoso", Djalma fez uma explanação sobre a experiência adquirida no decorrer do tempo em que conviveu no Centro de Humanidades (CH), ressaltando como se configurou a relação de um homem de sua idade com outras gerações. A banca examinadora de seu TCC foi composta pelos professores Agassiz Almeida, Mário Vinícius e Juliana Linhares, sua orientadora.

A professora Juliana Linhares enfatizou a satisfação e alegria de tê-lo orientado. “Quando a emoção não cabe dentro do peito e não se encontra a palavra certa para agradecer. Assim me senti ao presenciar Djalma Araújo defender, aos 93 anos, seu Trabalho de Conclusão de Curso. Momento esse que guardarei para sempre e contarei, com muito orgulho, para meus filhos e netos", relatou. "Foi um excelente aluno, dedicado, atencioso e responsável, tendo sido, aliás, o primeiro, dentre meus orientandos, a entregar o TCC”, completou.
Djalma não ingressou no Curso de Direito por meio de processo seletivo regulamentar. Conforme o professor Agassiz Almeida, chefe adjunto do Departamento de Direito, ele procurou a universidade em busca de conhecimento e foi aceito como aluno especial.
Agassiz explica que Djalma se dirigiu à Instituição com o objetivo de assistir algumas aulas, apenas como ouvinte. "Não vimos nenhum problema no fato de uma pessoa querer assistir eventualmente uma aula ou participar de uma determinada atividade. Mas, o surpreendente é que ele levou muito a sério esse compromisso", explicou. O idoso assistia aulas diariamente e, às vezes, passava o dia todo no campus. "Mostrou-se um exemplo de dedicação. Não faltava, participava das aulas e fazia todas as atividades propostas pelos professores das disciplinas que cursava. Assim, Djalma foi estabelecendo uma rede de amizade e de admiradores”, disse o docente.

O aluno especial não vai receber certificado, porém, pela motivação e inspiração que passava aos demais estudantes, vai receber o título de “Aluno Honorário” da UEPB durante a cerimônia de colação de grau das turmas concluintes do CH, que vai ser realizada no próximo dia 31 de maio. E ainda vai ser homenageado pela turma concluinte do Curso de Direito.

Sempre entusiasmado e motivado, Djalma também considerava importante refletir sobre o Direito para além da sala de aula, ao buscar, sempre que podia, participar dos encontros e outras atividades realizadas pela comunidade acadêmica. “Estudar é se abrir para o novo”, avalia Djalma Araújo.