Vida Urbana

Grupo faz abaixo assinado para ‘salvar’ Pico do Jabre do vandalismo

 Até o momento, a campanha “Vamos Salvar o pico do Jabre” já conseguiu mais de 15 mil assinaturas e precisa chegar à 25 mil. 



Divulgação Empetur
Divulgação Empetur
Com uma área de 851 hectares, o Pico do Jabre possui uma altitude de 1197 metros, sendo o ponto mais alto da Paraíba e o terceiro da região do Nordeste brasileiro.

Um abaixo assinado online está em busca de 25 mil nomes para exigir a revitalização do Pico do Jabre, que é o ponto mais alto da Paraíba. Localizado no município de Maturéia, na região do Sertão, a área está sofrendo com o vandalismo e a caça predatória, que tem provocado o desaparecimento de animais já em extinção. Até o momento, a campanha “Vamos Salvar o pico do Jabre” já conseguiu mais de 15 mil assinaturas. A intenção do abaixo assinado é que seja cumprimento de um decreto estadual de 2002 que transforma o Pico do Jabre em parque. 

Os sinais de desprezo começam já no acesso umas das pedras tem a pichação “O pico do jabre merece ser preservado. Lutemos por essa causa”. A intenção pode ser boa, mas a própria mensagem já se torna um ato de vandalismo contra a área. Segundo o Secretário do Meio Ambiente do município de Maturéia, Bruno Wanderley, o local é constantemente poluído por lixo, sofre depredações e também é usado para a caça predatória. O Pico do Jabre também é usado como ponto de antenas de longo alcance.  
 
“Ele vem a cada dia se destruindo com pichações e caça. Um dos animais mais procurados pelos caçadores são os tatus e o grande problema é que toda esta área do Pico do Jabre está abandonada. Animais raros, que só foram catalogados aqui, como cobra tantilla marcovani e borboleta rabo de andorinha já desapareceram, bem como a onça parda e o gato do mato ”, disse o secretário. 
 
O abaixo assinado foi criado por um grupo independente de ação social da cidade de Patos, na região do Sertão, que vinha discutindo os problemas relacionado ao Pico do Jabre. Para participar da campanha é preciso acessar o site de coleta de assinaturas e preencher os dados com nome, e-mail e endereço. 
 
Com uma área de 851 hectares, o Pico do Jabre possui uma altitude de 1197 metros, sendo o ponto mais alto da Paraíba e o terceiro da região do Nordeste brasileiro. O topo do Pico do Jabre pode ser visto de mais de 20 cidades do Sertão Paraibano. O local  foi oficialmente reconhecido como parque em 19 de junho de 2002 pelo decreto estadual número 23.060.
 
Donos de terras aguardam indenização 
 
Ao longo da história algumas pessoas aderiram terrenos que ficam nas dependências de hectares do Parque Pico do Jabre, mas não podem fazer nada nas áreas para que o local seja preservado. Os donos compreendem a importância da preservação, mas ainda aguarda indenizações para desapropriar os terrenos. 
 
A Superintendência de Administração do Meio Ambiente do Estado (Sudema) disse que já está tomando as medidas legais cabíveis para resolver o impasse em relação às indenizações  dos donos de terras no Pico do Jabre, mas não estabeleceu um prazo. Também está sendo realizado um estudo para avaliar os danos que as instalações de torres causam. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.