Vida Urbana

Governo lança programa para inserir estudantes da PB no mercado de trabalho

‘Primeira Chance’ vai abrir oportunidades de estágio e primeira experiência profissional.




Programa foi lançado em solenidade na PBTur (Foto: Divulgação/Secom-PB)

Um novo programa do governo da Paraíba vai promover o incentivo à concessão de estágio, aprendizagem e primeira experiência profissional para estudantes do Ensino Médio da Rede Estadual de Educação. O ‘Primeira Chance’ foi criado através de uma Medida Provisória assinada na segunda-feira (15) pelo governador João Azevêdo (PSB) e publicada nesta terça-feira (16) no Diário Oficial do Estado. Para 2019, existe a previsão da abertura de 230 vagas em uma série de setores.

Durante a solenidade de assinatura da MP, que ocorreu no auditório da PBTur, em João Pessoa, o chefe do Executivo estadual também assinou os termos de cooperação entre a administração pública e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Paraíba(ABIH), que têm o objetivo de assegurar vagas para os jovens no mercado de trabalho.

“Por meio do programa, tanto os alunos egressos, quanto os concluintes das Escolas Técnicas Estaduais terão contatos com o mercado de trabalho de forma profissional; é uma satisfação assinar essa Medida Provisória que terá um impacto muito grande na vida dos jovens que saem das Escolas Técnicas e que terão, a partir de agora, uma perspectiva real de emprego”, explicou o governador.

João Azevêdo também destacou que o Governo da Paraíba está implantando uma ação que já começa a ser operacionalizada de forma imediata. “Assinamos termos de cooperação com várias entidades e serão 230 vagas até o final do ano. Eu tenho certeza de que muita gente vai se beneficiar e vai mudar a vida, direcionando os seus sonhos de acordo com possibilidades reais que precisam estar postas e que o Governo coloca diante da juventude”, completou.

O programa Primeira Chance prevê a criação de um banco de talentos e os alunos terão duas vias de ingresso em estágios. A primeira via é a demanda das empresas e instituições que procurarão o banco de talentos de acordo com sua necessidade e que será acompanhada pelo programa com mentoria e supervisão. A segunda via são editais lançados pelo Programa que garantirão mentoria, supervisão e bolsa de R$ 500. Esses editais serão abertos para áreas a partir das políticas de desenvolvimento setorial.

Além de uma oportunidade para alunos do ensino médio regular, o programa pode ser a primeira chance para mais de 2.500 estudantes de cursos técnicos como: hotelaria, turismo, informática, administração, agronegócio, enfermagem, programação de jogos digitais, vendas, cozinha e técnicos em calçados. Também poderão se inscrever alunos egressos da Rede e qualificados por programas governamentais do Estado, de acordo com as especificidades dos editais.

Como meta para 2019, o Primeira Chance prevê a assinatura dos seguintes editais, totalizando 230 vagas: Turismo e Hotelaria – Litoral (PBTur), 30 vagas; Agricultura Familiar (Secretaria de Agricultura Familiar e Procase), 30 vagas; Prática Profissional (SEECT), 60 vagas; Moda, Vestuário e Têxtil (Secretaria de Desenvolvimento Econômico), 30 vagas; Turismo e Hospitalidade – Brejo e Cariri (PBTur), 30 vagas; Empreendedorismo (Empreender), 50 vagas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.