Vida Urbana

Funcionários do SAMU paralisam serviço por falta de pagamento em Cajazeiras

Secretaria de Saúde diz que atraso acontece porque o Ministério da Saúde ainda não transferiu recursos.




Funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Cajazeiras, no Alto Sertão do estado, estão com as atividades paralisadas nesta sexta-feira (17) por falta de pagamento. A paralisação segundo o Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras (Sinfumc), inclui pelo menos 30 servidores vinculados ao serviço no município.

Em nota enviada à imprensa, o sindicato informou que os funcionários não receberam os salários referente ao mês de outubro e que a paralisação acontece apenas nesta sexta-feira. Ainda de acordo com a nota, o sindicato manteve o percentual de 30% dos servidores no exercício de suas atividades, mantendo o funcionamento parcial do serviço.

A secretaria de Saúde do município disse que o atraso do pagamento acontece porque o Ministério da Saúde ainda não realizou a transferência dos recursos. “Essa é uma paralisação simbólica. Já explicamos a situação aos funcionários, o governo federal através do Ministério da Saúde ainda ainda não fez a transferência dos recursos para o município e por essa razão o pagamento ainda não foi realizado. Não existe ainda uma data fixa para o pagamento, mas estamos buscando resolver a situação”, explicou.

O Samu de Cajazeiras atende a uma população de 173 mil pessoas em 15 cidades da região do Alto Sertão.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.