Vida Urbana

Formandos acusam empresa que organiza formaturas de calote de R$ 1 milhão

Representantes de turmas se reuniram em frente à empresa nesta segunda (11).




Gabriel Costa/G1

Formandos de três faculdades de João Pessoa se reuniram na tarde desta segunda-feira (11) em frente à sede de uma empresa responsável por organizar formaturas, no bairro de Tambiá, para buscar explicações sobre um suposto calote praticado pela proprietária. Segundo eles, ela teria sumido com mais de R$ 1 milhão dos alunos. As turmas também acionaram a Polícia Civil e registraram Boletim de Ocorrência na Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF).

Em entrevista à TV Cabo Branco, a delegada Vanderleia Gadi, que ouviu os universitários na DDF, afirmou que, de acordo com o contrato, a empresa tem até 72 horas antes dos eventos para quitar os valores acordados para as festas contratadas pelas turmas.

Ela ressaltou que, tendo em vista as cláusulas, somente haverá ação criminosa se o cheque entregue a uma das casas de festas for devolvido nesta terça (12) ou se uma aula da saudade marcada para a próxima segunda (18) não acontecer.

Apesar disso, a delegada comentou que o comportamento da proprietária da empresa é suspeito. “Ela excluiu todas as contas nas redes sociais, ela não atende o telefone, a empresa hoje estava fechada, a funcionária foi trabalhar e quando colocou a chave, a fechadura não abriu. É provável que realmente ela vá deixar esse pessoal no prejuízo, mas isso só vai acontecer se o evento de segunda-feira não acontecer”, frisou.

A reportagem do JORNAL DA PARAÍBA entrou em contato com a empresa organizadora das formaturas, contudo as ligações não foram atendidas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.